Leia também

Mexa-se #06 – Lendas e mitos sobre exercício físico

Saiba tudo que você quer saber sobre a prática de atividade física

Mexa-se Projeto de Vida cópia

Saci Pererê, Chupa Cabra, a cor da roupa íntima na noite de réveillon, não passar embaixo de escadas… O que tudo isso tem em comum? São mitos, lendas, folclore, crendices que atravessam os anos e continuam no imaginário popular. Mas o que tudo isso tem a ver com exercício físico? Elementar meu caro leitor, minha cara amiga! O mundo dos exercícios físicos está repleto de lendas e mitos. Coisas que até hoje regram a rotina de atividades de muitos praticantes. Está na hora de desmascarar algumas delas!

Mito: Músculos grandes são músculos fortes.

Verdade: Depende de que tipo de força você está falando. Mas nem sempre os músculos volumosos são músculos fortes. Pode-se perfeitamente aumentar a força dos músculos sem aumentar seu volume.

Mito: Ginástica localizada reduz a gordura localizada em determinada área do corpo.

Verdade: Daria pra escrever um livro desmascarando esse mito, mas vamos ser diretos. Enquanto os músculos da área exercitada podem se tonificar ou até crescer (hipertrofiar), a gordura não será queimada de maneira localizada. O organismo, quando usa gordura como fonte de energia, a retira de todas as regiões do corpo.

Mito: Quem faz sauna não precisa fazer exercício para emagrecer.

Verdade: Não é bem assim. A energia gasta pela evaporação do suor vem da alta temperatura da sauna, não do metabolismo de gordura do corpo. É claro que você pode perder vários quilos na sauna, mas isso nada mais é do que água, sendo assim, a perda é temporária.

Mito: Não se pode beber água durante o treino.

Verdade: A perda de água não é perda de gordura. Ela é tão essencial quanto outros alimentos. Deve-se beber água sempre que sentir sede e ninguém pode impedi-lo de bebê-la durante o treino.

Mito: Bebidas geladas não podem ser ingeridas após exercício no calor.

Verdade: Muito pelo contrário. Líquidos gelados são absorvidos muito mais rapidamente do que os a temperatura ambiente, reduzindo assim as chances de desidratação.

Mito: A obesidade é hereditária.

Verdade: Essa eu escuto com certa freqüência. Na realidade é a disposição a comilança que engorda e nem sempre o fator hereditário. Esse “golpe” deveria ser dirigido aos hábitos alimentares e não aos genes.

Mito: Comer poucas vezes ajuda a perder peso.

Verdade: Já se sabe que menores porções, mais vezes ao dia ajuda no controle do peso. Pequenos lanches entre as principais refeições ajudam a acelerar o metabolismo.

Mito: Como igual a um passarinho e mesmo assim engordo.

Verdade: Se você come igual um passarinho, deveria consumir duas vezes seu próprio peso em alimentos por dia e ainda corre o risco de criar penas e sair voando. A única vantagem de comer como um passarinho é que eles comem muitos grãos e alimentos ricos e fibras.

Mito: Proteína é a fonte de energia mais importante para pessoas que fazem exercícios físicos.

Verdade: A prioridade do corpo em exercício é gerar energia. A proteína apenas funciona como fonte de energia quando há insuficiência de gordura e carboidratos.

Mito: Roupas plásticas, cintas elásticas e roupas especiais são meios rápidos de emagrecer.

Verdade: Isso é piada. Elas na ajudam em nada e podem até mesmo prejudicar sua saúde ao gerar uma perda excessiva de líquidos. A perda de água não significa perda de gordura.

Mito: Aparelhos milagrosos que fazem emagrecer.

Verdade: De fato existe: o bisturi! Principalmente se for usado por um cirurgião habilidoso. Mas quanto aos equipamentos para exercícios, eles podem te sacudir, trepidar, estremecer, agitar, vibrar e até te relaxar, acalmar e acariciar,mas nunca irá tirar a gordura do seu corpo como num passe de mágica.

Mito: Mulheres que fazem musculação ficam masculinizadas.

Verdade: Nenhuma mulher deveria se preocupar com isso. Ter um corpo forte e saudável na medida certa, não faz nenhuma mulher ficar masculina. Pelo contrário,torna-a mais atraente.

Mito: Faz mal praticar esportes ou atividades físicas só aos finais de semana.

Verdade: Já escrevi sobre isso em outras colunas. É muito pior não praticar nada. Ser um atleta de fim de semana, sabendo respeitar seus limites e condicionamento, com moderação e sensatez só trará benefícios.

Comentários

comentários


Sobre Renê Rodrigues (13 Artigos)
Renê , 33 anos é professor de Educação Física formado pela UFSC, pós graduado em Treinamento Desportivo pela Universidade Gama Filho, e MBA em Gestão de Academias na Faculdade Inspirar (Curitiba). Também é proprietário e personal trainer no Studio Personal e Saúde.