Leia também

Oficina de Viola Caipira grátis na Scar

– Ernesto Machado é o idealizador da Oficina de Viola Caipira –

Financiado pela Fundação Cultural e Fundo de Cultura de Jaraguá do Sul, acontece neste mês de julho, na Sociedade Artística (Scar) a 1ª Oficina de Viola Caipira do município. O evento gratuito será realizado entre os dias 10 e 12 de julho e as inscrições devem ser feitas até o próximo dia 6, na secretaria da Scar.

A oficina será ministrada pelo maestro Rui Torneze e seu filho Lucas. De acordo com os organizadores, Fred Paiva (produtor) e Ernesto Machado Neto (idealizador), o objetivo do evento é criar um grupo de viola caipira na região.

“Aqui [em Jaraguá] tem muita gente de fora, das regiões do interior do Paraná e de São Paulo, onde a viola caipira tem presença marcante. Quando toco no [evento] Terno de Reis aqui na cidade, o instrumento sempre repercute positivamente entre os apreciadores de música, por isso tivemos a ideia de oferecer a oficina”, explica Ernesto.

Fred lembra também que durante as inscrições para o Música Para Todos (MPT), tem bastante procura pela viola. “Eu acredito que a oficina vem justamente preencher essa lacuna, suprir essa demanda do município”, acredita.

Assista uma “palhinha” da viola do músico Ernesto Machado

Após a oficina, que objetiva-se a formação de um grupo de viola, o passo seguinte e vontade dos organizadores é a criação de uma orquestra de violas, para a execução de peças clássicas. “As pessoas muitas vezes pensam apenas na moda de viola, mas esse instrumento remete a uma sonoridade de música medieval, barroca, ao som de Minas Gerais. As possibilidades são inúmeras”, considera Fred.

Rui Torneze é maestro e seu filho Lucas é Spalla e integram a Orquestra Paulistana de Viola. Ao final da oficina, no dia 12, haverá um recital final com os participantes e os músicos Rui e Lucas Torneze, no Pequeno teatro da Scar.

A Viola Caipira, também chamada de viola sertaneja, viola cabocla e viola brasileira, tem origem nas violas portuguesas, que por sua vez se originam de instrumentos árabes, como o Alaúde. As violas são descendentes diretas da guitarra latina, que, por sua vez, tem uma origem arábico-persa.1 As violas portuguesas chegaram ao Brasil trazidas por colonos portugueses de diversas regiões do país e passou a ser usada pelos jesuítas na catequese deindígenas.1 Mais tarde, os primeiros caboclos começaram a construir violas com madeiras toscas da terra. Era o início da viola caipira.

Wikipedia

 

Comentários

comentários


Sobre Sal (292 Artigos)
Jornalista, blogueiro, letrista, cantor em uma banda de rock, fã de música, quadrinhos e cinema