Leia também

Você realmente precisa disso? (Uma reflexão sobre o consumismo)

Captura de Tela 2015-02-22 às 11.56.10

Sou um pouco consumista, não nego, mas só um pouco. Coleciono filmes, já colecionei quadrinhos e LPs/CDs. Também gosto de tecnologia e, quando possível, gosto de ter um equipamento “último tipo”. Já com carro já não ligo. Não tenho aquela fissura de muitos em ficar trocando o carro novo por um novo carro novo.

Porém, cada vez mais, parece que se você não possui o smartphone top of top, ou o computador mais power, por exemplo, você está por fora, não faz parte do clube. Acaba acontecendo de muitas vezes o indivíduo estar com o aluguel atrasado, mas está com seu i-Phone 6 blaster-mega-plus brilhando (ou o Android Galaxy Note-Master-Excellence. Ou comer um singelo pão com ovo (que acho uma delícia), mas ostenta com orgulho seu novo carrão.

Um vídeo que assisti hoje na internet provoca uma reflexão interessante. Temos que avaliar sempre se precisamos realmente de um novo aparato tecnológico. O que você possui não atende suas necessidades? Claro, que esse questionamento não é direcionado aos endinheirados que não faz qualquer diferença comprar um novo Gadget a cada semana, mas sim aquele consumidor comum, que tem seu dinheirinho suado, no final do mês e deixa de priorizar o que realmente importa, para estar antenado com as novas do mundo “muderno“.

Vale muito o play no vídeo abaixo.

Comentários

comentários


Sobre Sal (291 Artigos)
Jornalista, blogueiro, letrista, cantor em uma banda de rock, fã de música, quadrinhos e cinema