Leia também

Watchmen – O Filme

watchmen o filme pitadas do sal

Adaptações para o cinema de obras literárias nem sempre são bem vindas. Quando se tenta transpor para as telonas uma obra criada originalmente para os quadrinhos então, nem se fala. Essas transposições, quase sempre, são alvo de críticas negativas, pois os fãs de HQs são os mais exigentes. Os filmes Mulher-Gato, Demolidor, Elektra e Justiceiro, são exemplos de que a tarefa não é das mais fáceis. Não é sempre que o diretor consegue um grande sucesso de público e crítica como Batman – O Cavaleiro das Trevas, Homem-Aranha ou X-Men. Agora, imagina tentar realizar um filme da melhor história em quadrinhos já criada, na opinião de milhões de fãs? Coube a Zack Snyder a difícil missão de converter em 2009 a obra clássica dos quadrinhos, Watchmen.

Na minha opinião, a versão cinematográfica de Watchmen é subestimada e é uma das adaptações mais bacanas que eu já assisti. Recomendo para quem gosta de um bom filme de ação, com lutas bem coreografadas, efeitos bem bacanas e uma trilha que não compromete o resultado final.

Vamos relembrar alguns dados dessa adaptação…

Depois de muitas, muitas idas e vindas e algumas brigas judiciais, que duraram 20 anos,  Watchmen – O Filme chegou às telas de cinema em 2009, contrariando os do contra, que consideravam esse feito impossível. Coube a Snyder conduzir com maestria e manter as ideias originais da história escrita por Alan Moore, desenhada por Dave Gibbons e publicada pela primeira vez em 1986.  Snyder ainda teve de aparar algumas arestas necessárias para tornar a trama, no cinema, mais interessante. Tudo integrado a história original. A adaptação é fidelíssima a obra, mesmo com um final diferente, mas que não deve chatear os fãs mais puristas bem resolvidos, pois mantêm a integridade ideológica da graphic novel.

WatchmenEquipe reunida para foto de divulgação do filme 😉

Watchmen é um filme para os fãs da história, feita por um fã que conseguiu incutir nos atores, quase todos desconhecidos do circuitão hollywoodiano na época do lançamento, a importância da obra. Talvez o filme precise, para muitos, de uma análise amadurecida sobre a trama, assim como na história em quadrinhos. A iminência de uma guerra nuclear em larga escala entre os Estados Unidos e a União Soviética é o mote da história. Mas, torço eu que o filme em alguns anos, tenha o merecido respeito e ocupe o seu lugar de destaque no panteão das grandes obras cinematográficas adaptadas dos quadrinhos.

Comentários

comentários


Sobre Sal (292 Artigos)
Jornalista, blogueiro, letrista, cantor em uma banda de rock, fã de música, quadrinhos e cinema