Leia também

24 de Maio – Dia Nacional do Café

Conheça seus benefícios

24 de Maio - Dia Nacional do Café

Não lembro a fase que me tornei um “cafezeiro” de carteirinha. Sei que esse precioso líquido preto me acompanha desde a infância, com gosto. Porém, foi somente há uns quatro anos, quando aprendi a tomar café sem açúcar que a bebida originária da Etiópia conquistou de vez meu coração, e faz com que eu me interesse pelos mais diversos tipos que existem no Brasil e no mundo.

No dia 24 de maio celebramos o Dia Nacional do Café. Essa data é celebrada desde 2005 e simboliza o início da colheita do grão em boa parte das regiões cafeeiras do país. Isso porque o brasileiro é apaixonadíssimo pela bebida, a tal ponto de comemorarmos o café duas vezes ao ano, uma vez que no dia 14 de abril é o Dia Internacional do Café.

Para mim, e acredito que para muitos, o café não é apenas uma bebida que ingerimos pela manhã. Tomar café é um estilo de vida do povo brasileiro. Além disso, o café é representante significativo na economia do Brasil. Sim, nosso país é o maior produtor e exportador mundial e o segundo maior mercado consumidor. De acordo com dados de um estudo da Associação Brasileira da Indústria de Café, a Abic, 95% dos brasileiros acima dos 15 anos consomem ao menos uma xícara de café por dia.

Esse líquido maravilhoso contém sais mineiras, vitaminas do complexo B, substâncias antioxidantes e nutrientes. Ah, o café também atua na prevenção de doenças, estimula a memória e o aprendizado.

BEBA CAFÉ!

24 de Maio - Dia Nacional do Café

Fonte: Base de dados de nutrientes

 

Benefícios do café*

Este slideshow necessita de JavaScript.

1 – Evitar Câncer

Segundo o site Saúde Dica, a incidência do câncer de mama, cancro da faringe e oral, próstata, fígado e esofágico pode ser evitada com a ingestão de pelo menos uma xícara de café por dia. Por ser rico em antioxidantes listados acima, ajuda a evitar a degradação e alteração das células. Prevenindo, assim, o surgimento de mutações que podem resultar em tumores.

2 – Aliviar o Stress

Em um estudo feito simultaneamente nos Estados Unidos, Portugal e Brasil ficou comprovado que o café e sua cafeína ajudam a melhorar o humor, aliviar o estresse e ainda garante mais desempenho no tempo de reação, memória e raciocínio.

A pesquisa (leia na íntegra em inglês aqui) foi realizada com ratos e nesse experimento, os animais passaram por situações estressantes como banho gelado e inclinação na gaiola. Durante três semanas, metade deles tomou água com cafeína e a outra metade tomou água normal. Depois desse tempo, notou-se que consumiram apenas água normal apresentavam níveis alterados de estresse perceptíveis quimicamente no cérebro e no comportamento. Os animais cafeinados não apresentaram alterações.

O estudo ainda não é conclusivo, mas os cientistas acreditam que houve um bloqueio de receptores que causam o estresse ao ingerir a cafeína.

3 – Rejuvenesce

Não é de hoje que o poder rejuvenescente do café é explorado principalmente pela indústria de cosméticos. Marcas como NaturaAvon e Attrato apostam nas substâncias antioxidantes do café verde para melhorar ainda mais a eficácia de seus produtos. Inclusive, a marca Kapeh dedicou-se única e exclusivamente no café para desenvolver diversos produtos de seu portfólio.

Todo esse interesse se dá pela presença de muitos componentes do grupo dos polifenóis e
antioxidantes (responsáveis por atrasar o processo de envelhecimento e o aumento da esperança de vida). Além de ajudar na saúde, os extratos do grão verde são os mais utilizados na produção de cremes anti-rugas.

4 – Estimula a Digestão

Mesmo sendo um sucesso absoluto depois do almoço, poucos sabem que o café é recomendado para estimular a digestão. De acordo com o Dr. Darcy Lima, a bebida estimula os intestinos, o reflexo do estômago e do retosigmoide (parte final do intestino grosso), aumentando assim o movimento gastrointestinal e facilitando a digestão.

O remédio para a preguicinha pós-almoço pode também ser sua salvação quando você exagerar na quantidade de comida ou nas quartas-feiras de feijoada.

5 – Diabetes

Ficou comprovado que os ácidos clorogénicos e trigonelina alcalóide presenteso  no café ajudam na redução de glicose e insulina. Segundo o experimento realizado na Escola de Saúde Pública de Harvard (Harvard School of Public Health / HSPH), pessoas que aumentaram o consumde café por dia num período de quatro anos tiveram um risco 11% menor de desenvolver o diabetes tipo 2. Para aqueles que diminuíram o consumo da bebida, registrou-se um aumento de 17% para desenvolver a doença.

6 – Depressão

Outra descoberta do Dr. Darcy Ribeiro foi o efeito positivo do café na luta contra a depressão. Ficou comprovado que a incidência da doença é menor entre adultos e crianças que tomam até quatro xícaras de café por dia (quando comparado às pessoas que não tomam café ou uma menor quantidade).

**A explicação completa com termos científicos detalhados do experimento podem ser conferidas aqui.

7 – Café Emagrece

A resposta é SIM! E a grande responsável por estimular e aumentar o desempenho em exercícios físicos é a cafeína. Além desse estímulo extra, o café ajuda na liberação de ácidos graxos da gordura estocada no corpo, em termos mais simples, a queima de gordura.

Inclusive, já fizemos a mesma pergunta para o nutricionista Rodrigo Polesso e a entrevista na íntegra você confere aqui.

8 – Osteoporose

Houve-se um tempo em que médicos e nutricionista julgavam o café e a cafeína como os vilões da osteoporose. Acreditava-se que a bebida impedia a absorção do cálcio no organismo, enfraquecendo assim os ossos. Dr. Darcy Lima, porém, comprovou há pouco tempo que tudo isso se trata de um grande engano.

Segundo seu artigo (publicado na íntegra aqui), “O cálcio tem seu metabolismo rigorosamente controlado por uma série de hormônios e vitamina (vitamina D), de forma que dos 1.200 mg que ingerimos diariamente, apenas 300 mg são absorvidos. Caso precisemos de mais cálcio, o intestino apenas aumenta sua absorção. O consumo moderado de cafeína não causa osteoporose em idosos nem aumenta o risco de fraturas”, explica.

9 – Alcoolismo e Drogas

Assim como o café pode ajudar no combate da depressão, ele pode inibir o alcoolismo e o consumo de drogas. A conclusão foi feita pelo Dr. Darcy Ribeiro, que afirma que os ácidos clorogênicos e os quinídeos formados na torra adequada do café podem até ser mais importantes que a cafeína na bebida e de grande ajuda na prevenção e controle da depressão e suas conseqüências como suicídio e o alcoolismo, uma forma lenta de suicídio e suas conseqüências, como a cirrose.

É importante entender que muitos medicamentos contra essas doenças contam com medicamentos com propriedades antagonistas opióides, como o naltroxone e o nalmefene. E o café possui naturalmente potentes antagonistas opióides como os quinídeos formados na torra do café a partir dos ácidos clorogênicos. Para ler o artigo na íntegra, clique aqui.

10 – Café faz bem ao coração

Por essa, nem Drauzio Varela esperava! Segundo a pesquisa realizada no InCor em parceria com o Consórcio Pesquisa Café, da Empraba Café, não existem evidências de que o café faça mal para pessoas com problemas no coração.

O estudo, que começou em 2009 na Unidade Café e Coração (localizada dentro do Instituto do Coração), analisou o comportamento e os resultados de uma bateria de exames feitos periodicamente em mais de 100 pacientes que tomavam café.

O resultado da pesquisa foi publicado na Revista Exame e você pode ler a entrevista na íntegra aqui.

* Dicas do site Grão Gourmet

 

 

 

 

Comentários

comentários


Sobre Sal (372 Artigos)
Jornalista, blogueiro, letrista, já fui cantor em uma banda de rock, fotógrafo, fã de música, quadrinhos e cinema...

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*