Adeus, B.B. King!

Como diria Zoli Claudio​ na clássica canção Noite do Prazer, do Brylho… vamos seguir na madrugada adentro com a “vitrola rolando um blues, tocando BB King​ sem parar”!

bbking001

Integrante do Hall da Fama do Rock and Roll desde 1987, B.B. King morreu na madrugada desta sexta, 15 de abril, em Las Vegas, aos 89 anos de idade.

O músico foi hospitalizado no início de abril após sofrer desidratação. King era portador de diabetes tipo 2 e havia sido internado novamente há poucos dias.

Mais uma perda irreparável para a música.

Anúncios

Bate-Papo #01 – com Léo Begin e Rapha Fagiolo

PitadasPrimeiro vídeo do canal Pitadas do Sal. Eu bati um papo bem bacana com Léo Begin e Raphael Fagiolo. Eles realizam um trabalho muito maneiro com materiais descartados, transformando-os em peças únicas e acessórios incriveis. Clique e confira!

Gostou? Se inscreve no canal e dá um like… Eu agradeço muito! 😉

LINKS
Facebook Rust Miner
Instagram Rust Miner
Site Rust Miner
Pinterest Rust Miner
Twitter Rust Miner

Ed Motta tá certo e me perdoe os coxinhas!

Captura de Tela 2015-04-10 às 09.33.16

Sou brasileiro, “pedreiro”, moro na europa, tenho um subemprego, sinto saudades do Brasil, minha “cultura” musical não é muito vasta, mas gosto de sertanejo universitário, pagode e axé. Sempre que posso gosto de ostentar o pouco que conquistei. Quando vou à festas bebo muito, falo alto e faço questão de ser inconveniente. Sei lá, tenho essa necessidade de chamar atenção. Quando tem algum show de brasileiro por aqui, faço questão de comparecer para matar um pouco as saudades da terrinha. Gosto de ouvir outra pessoa falando português, quero ouvir as músicas que eu gosto e cantar junto… “ai, ai se eu te pego”, “eu quero tchu, eu quero tcha”.

Nossa, como eu sinto falta de música brasileira, é sempre uma festa, tão animada. Vão ter alguns shows do Ed Motta por aqui, vou chamar a turma para agitarmos por lá. Eu sou mais simplório, nunca acompanhei direito a carreira do Ed, mas quero cantar bem alto aquelas que tocaram no rádio como “Manoel”, “Daqui Pro Méier”, “Fora da Lei”, “Colombina”, “Vamos Dançar”… Tomara que ele toque outras músicas conhecidas, pode até ser de outros artistas brasileiros. Eu não falo bem e não entendo direito o inglês. Mas o lance mesmo é a diversão. Vou com minha camisa do mengão, meu relógio novo e, tomara Deus, que o show seja uma festa! O que? não vai ter nada disso? O Ed não vai falar português? Não vai ter “Manoel”? É um show de jazz? Que porra é essa? É de comer? Que merda, não vou nesse show! Puta cara babaca, não vai tocar o que eu quero, não vai falar o que eu quero e ainda vai tocar músicas que eu não conheço. Vou xingar muito no Facebook pra ver se ele muda o repertório. E Vou esperar quando o Michel Teló ou o Tiaguinho se apresentarem por aqui!

Não, não sou melhor nem pior do que as pessoas que não seguem a mesma cartilha que eu. Cada um com seus cada qual. Não é porque a pessoa nunca ouviu John Coltrane, Duke Ellington, Miles Davis, e não saiba sequer onde fica Nova Orleans, que ela será uma pessoa menor. Tão pouco os que conhecem serão superiores. Fato é que a turnê que o Ed Motta fará na europa é para os apreciadores do gênero criado pelas comunidades negras americanas no início do século XX e não para aquelas “simplórias”, que não compram discos, só ouvem o que toca no rádio e o que lhes empurram ouvido abaixo. Não, o show não é para você que é fã do Luan Santana. Ponto.

O que o Ed Motta fez, de modo um pouco incisivo para muitos, foi alertar a esse grupo. “Não gaste seu dinheiro e nem a paciência alheia atrapalhando um trabalho que é realizado com seriedade cirúrgica”. Quem vai se sentir ofendido com esse tipo de “alerta”? Apenas aqueles que se identificarem com o que escrevi no início do texto, ou seja, as pessoas simplórias.

Ah, e para aquelas que adoram odiar tudo na internet, é simples… Não gosta do Ed Motta, não ouça, não perca tempo respondendo ao comentário dele no Facebook. Não gosta de jazz, não vá a um show desse estilo. Quer fazer questão de que é brasileiro sem noção, deixe para gritar em um show de sertanejo, axé ou pagode, onde esses comportamentos são normais e aceitáveis. Cada um na sua vibe, na sua tribo. Mas entrar na página de um músico, independente do tamanho do sucesso que ele tenha aqui ou no exterior, só porque você não concorda com o que ele escreveu, tornando o “assunto” em um fato mais importante do que um monte de desgraça que está acontecendo pelo País, xingando o cara de preto, gordo, feio, careca, só te faz ser tão babaca ou mais do que o Ed Motta que você tanto xingou. O show é do cara, ele toca o que quer, do jeito que quer e vai quem quer. Apenas não vá esperando o que você não vai encontrar em um show dele no exterior. E na boa, pro cara escrever isso, ele, que tem quase 30 anos de carreira, deve estar de saco cheio de aturar bêbado chato atrapalhando o show.

Ah, se sou contra quem vai a um show mais intimista para “farrear” e não para assistir a apresentação? Sim, sou. Acho que não deveriam gastar seu dinheiro e nem a paciência alheia atrapalhando um trabalho que é realizado com seriedade cirúrgica. Sim, me chamem de babaca!

Captura de Tela 2015-04-10 às 09.31.58

Captura de Tela 2015-04-10 às 09.32.15

  TRANSCRIÇÃO DO PEDIDO DO MÚSICO ED MOTTA, EM SEU PERFIL DO FACEBOOK

conforme venho avisando aqui nos últimos 3 anos, eu agradeço e fico honrado em ser prestigiado pela comunidade brasileira, mas é importante frisar, não tem músicas em português no repertório, eu não falo em português no show… Preciso me comunicar de forma que todos compreendam, o inglês é a língua universal, então pelo amor de Deus, não venha com um grupo de brasuca berrando “Manuel” porque não tem, e muito menos gritar “fala português Ed”… O mundo inteiro fala inglês, não é possível que o imigrante brasileiro não saiba um básico de inglês. A divulgação da gravadora, dos promotores é maciça no mundo Europeu, e não na comunidade brasileira. Verdade seja dita, que meu público brasileiro de verdade na Europa, é um pessoal mais culto, informado, essas pessoas nunca gritaram nada, o negócio é que vai uma turma mais simplória que nunca me acompanhou no Brasil, público de sertanejo, axé, pagode, que vem beber cerveja barata com camiseta apertada tipo jogador de futebol, com aquele relógio branco, e começa gritar nome de time. Não gaste seu dinheiro, e nem a paciência alheia atrapalhando um trabalho que é realizado com seriedade cirúrgica, esse não é um show para matar a saudade do Brasil, esse é um show internacional. Que desagradável ter que toda vez dar explicações, e ter que escrever esse texto infame…

Ensaio Fotográfico – Garotas e Becks (+18)

Sem título

O fotógrafo Richard Kern lançou no ano passado um livro que reúne garotas e baseados. Sim, eu sei que a notícia é velha, mas eu não publiquei no início do ano por pura preguiça. Mas vamos lá. O ensaio registrado capta imagens naturais de mulheres baforando um cigarrinho com encanto e graça. O livro chama-se “Contact High” e  pode ser encomendado facilmente, sem impostos, na Amazon. Ah, você também pode acompanhar outros clicks do Richard no InstagramContinuar lendo “Ensaio Fotográfico – Garotas e Becks (+18)”

Se Pablo Picasso retratasse os heróis… e vilões dos quadrinhos

Inspirados nos traços do pintor espanhol Pablo Picasso, um trio de fotógrafos/designers da Wonder Bros criaram imagens de alguns heróis e vilões dos quadrinhos. Dá um confere aí na galeria. Se gostou, dá até para comprar, por aqui, as obras dos caras.

Instagram dos personagens Dysney

Ariel
Ariel

A ilustradora italiana Simone Bonafini criou uma série, batizada Selfie Fables, onde apresenta personagens da Disney em “selfies” feitas para o Instagram. Não sei vcs, mas eu curti a ideia. Confira… Continuar lendo “Instagram dos personagens Dysney”

Uma história de Terror em apenas um minuto

Captura de Tela 2014-10-22 às 19.44.45

Em apenas 60 segundos o vídeo “Tuck Me In” prova que um thriller pode ser executado de forma concisa, sem enrolação, trilha clichê ou qualquer outra coisa já batida nos filmes de terror. O vídeo foi Selecionado como o melhor filme de um minuto pelo júri do festival Filminute 2014 e é dirigido pelo espanhol Ignacio F. Rodó. Apesar de estar em inglês, sem legenda, dá para sacar qual é a do plot. Dá o play!

Capas de Discos Animadas em GIFs

tumblr_mv21cfuouT1sm0jo0o1_500

Sou da época dos discos de vinil, os saudosos LPs, ou “bolachões” para alguns, mas não sou daqueles saudosos pelo chiado, ou estalos característicos de um disco bem rodado. Porém, a arte das capas é algo que me atrai e, infelizmente, com o CD, Cassetes e MP3, se perdeu. As capas de discos eram arte, em sua maioria. Pegue as capas dos discos dos Beatles, Stones, Zeppelin, Floyd e vc entenderá o que eu digo. Pois bem… Se a internet ajudou difundindo uma cultura de download individual de canções, também nos propicia trabalhos interessantes, como o do artistaJB, que em seu Tumblr jbetcom posta capas animadas em GIFs. Há um bocado delas que você pode conferir abaixo na galeria…

Você já imaginou as Princesas da Dysney na “vida normal”?

Além de povoar a mente de crianças e pré-adolescentes no mundo todo, vira e mexe as Princesas Disney também servem de temas para ensaios, no mínimo, curiosos, como foi o caso desse aqui, já publicado aqui no Pitadas…

Dessa vez a artista conceitual Dina Goldstein, em sua série fotográfica de sucesso mundial “Fallen Princesses“, retrata as princesas em situações cotidianas e não muito longe da realidade de algumas pessoas. Confira algumas imagens abaixo, na galeria…

50 pôsteres de filmes adaptados em GIFs animados

img-1025550-galeria-gifs-abre
Para divulgar seus filmes, estúdios/produtoras não poupam esforços (às vezes parece que poupam sim) para criar algo bacana, um chamariz ao público para instigá-lo a ir ao cinema, ou comprar o filme. Imagens, já diz o ditado, valem mais que palavras. Agora, saca só essas 50 montagens/adaptações na galeria abaixo, com cartazes de filmes em Gifs animados. Não sei você, mas eu achei muito bacana! Deixa aí nos comentários sua opinião.

Mulheres, não esqueçam… vocês são donas do próprio corpo

carol-rossetti-interna

Me deparei com essas ilustrações sendo compartilhadas pelo Facebook hoje e achei genial. A ilustradora mineira Carol Rossetti teve a iniciativa de combater o machismo e o preconceito que as mulheres estão sujeitas com desenhos. As ilustrações tratam desde celulite a opção sexual, passando por tatuagens, racismo e homofobia. Tantos os desenhos, quanto as frases que complementam as obras, são perfeitos. Confira a galeria, curta e o post e compartilhe essa ideia!

 

 

 

Porque todo dia é dia de Rock

rock-and-roll2

No princípio criou Deus a guitarra, o contrabaixo e a bateria… A música já possuía formas, mas para muitos jovens era vazia; e havia trevas sobre a face dos ritmos existentes. Disse Deus: haja rock.E houve rock. Viu Deus que o rock era bom; e fez separações entre os instrumentos e o papel de cada integrante. E Deus chamou o ritmo de rock’n’roll. E foi a tarde, a manhã e a noite, o dia primeiro. 13 de julho de 1954.

O rebento ainda sem nome apareceu no cenário do Pós-guerra, na virada dos anos 1940 aos 1950. O filho bastardo da música country americana com o blues dos negros começou a ser tocado nas rádios do Sul dos Estados Unidos, caminhando a passos tímidos, rompendo barreiras. O primeiro disco considerado rock’n’ roll foi gravado pelo grupo The Crows, em 1951, com a canção “Gee”, três anos antes do gênero receber nome. Foi o disc-jóquei Alan Freed, em 1954, que criou um festival chamado Rock’n’roll Jubilee, e batizou a criança.

Desde então, o rock se rebelou, amadureceu e cresceu. Cresceu tanto que dos primórdios com Chuck Berry até hoje, tudo mudou. O cenário, os artistas e a forma de comercialização da música sofreram impactos. Veja a digitalização e as formas que consumimos música atualmente. I-pod, internet, MP3, diversas mídias, inúmeras possibilidades.

tumblr_m72ztwwMFL1qdxb36o1_500

A década de 1950 é fundamental ao estilo. O rechonchudo Bill Halley com seus Cometas, Chuck Berry, Little Richards e Jerry Lee Lewis, deram o pontapé inicial incendiando com seus gingados, riffs de guitarra e solos de piano o coração dos jovens americanos ávidos por uma trilha que embalasse espíritos inquietos. Na cola desses pioneiros, surgiram os Beatles, Rolling Stones, Bob Dylan, The Doors, Led Zeppelin, The Who, Pink Floyd, Queen, U2, The Smiths, The Cure, David Bowie, Iggy Pop, Pearl Jam, Nirvana.

Com um motorista de caminhão, caipira, nascido em East Tupelo, no Mississipi, o rock se consolida como fenômeno para as massas. Ao fazer uma jam-session com a canção “That’s All Right Mama”, com mais dois músicos que o acompanhavam, no dia 13 de julho de 1954, lançou a pedra fundamental do ritmo. Daí a escolha da data para, em 1985, lançar o mega-evento Live Aid.

Desde então, o filho bastardo, gerado após a bomba atômica, e que pregou a paz e o amor, ganhou status. Transgressor na essência, rebelde até a medula, o rock dita moda, influencia comportamentos, embala romances, foi trilha sonora no Vietnã, criou os hippies, morreu, renasceu das cinzas e se reinventou. Ah! O motorista caipira atendia pelo nome de Elvis Presley, mas isso é uma outra história.

tumblr_lnmq4azmp41qj06a6o1_500

por Ariston Sal Junior

Tempestade Vermelha

copy_of_klimt__s_danae_by_s_storm-d4n4uhr
L’Extase Amoureuse : La Danaé de Gustav Klimt

Uma gota de silêncio escorre pela tua boca
Louca poesia que convida ao paraíso branco
Pranto teu que não foi meu trincado na garganta
Tanta fantasia aplicada sem razão
Paixão esmiuçada a troco de nada
Fada que pranteia a noite vagando
Pensando no carinho que nunca mais vou ver

Ter a solidão merecida por engano
Pano surrado que substitui o frágil véu
Céu ingrato de tempestade vermelha
Centelha que espalha o fogo que arde
Tarde demais e eu me arrependo

Uma gota de esperança escorre pelos meus lábios
Sábios poemas com vida contida — lamento !
Sofrimento teu que também é meu trancado no coração
Ilusão arrancada da razão
Solidão acompanhada ainda somos
Gnomos que incendeiam a noite pensando
Vagando no caminho que nunca mais vou ter

Ser a paixão merecida por um ano
Engano te oferecer o céu
Véu vermelho de tempestade ingrata
Reparta o fogo que te arde
Pra se arrepender nunca é tarde!

por Ariston “Sal” Junior

I am Dust (Eu Sou Poeira) – Ensaio fotográfico

tow16

O segundo ensaio fotográfico que posto essa semana (veja o primeiro aqui), possui o mesmo “conceito” do fotógrafo Ludovic Florent, que utilizou areia nos corpos de bailarinos. O de hoje, batizado de I am Dust (Eu Sou Poeira), foi realizado pelo fotógrafo, também francês, Olivier Valsecchi. Ao invés da areia, o que entra em cena aqui são cinzas e, segundo Valsecchi, a obra é um auto-retrato dele, mesmo que não apareça seu próprio rosto. “Eu conheço um monte de gente em quem eu posso me ver, e eu sinto instintivamente que temos algo em comum para compartilhar”. 

O fotógrafo é adepto da reencarnação e revela que o objetivo de registrar as pessoas nuas com cinzas pelo corpo veio afirmar que ele estava indo para um caminho certo em sua vida, pois com o projeto ele conseguiu demonstrar suas crenças de forma extremamente criativa, o que lhe rendeu exposições e diversos prêmios ao redor do mundo.

Continuar lendo “I am Dust (Eu Sou Poeira) – Ensaio fotográfico”

Poussière d’étoiles (“Pó de Estrela”) – Ensaio fotográfico

Dancers-6-640x4271

Dois ensaios fotográficos (veja o outro aqui) me chamaram muito a atenção dia desses. Pela correria não tive tempo de postá-los antes. Farei duas postagens distintas para apresentá-los aqui no Pitadas. O outro posto amanhã.

O primeiro ensaio é do  fotógrafo francês Ludovic Florent, que produziu efeitos belíssimos utilizando areia no corpo de bailarinos dançando. O ensaio, batizado Poussière d’étoiles (“Pó de Estrela”), é executado e coreografado pelos próprios bailarinos, de forma intensa e ao mesmo tempo sutil. Em um vídeo do making of do ensaio (abaixo), percebemos que os próprios bailarinos jogam a areia pelo corpo. Movimento, luz e sombras, sem contar a beleza plástica dos corpos dos bailarinos. Confira aí na galeria.

Continuar lendo “Poussière d’étoiles (“Pó de Estrela”) – Ensaio fotográfico”

Ícones pop tatuados

Marilyn Monroe
Marilyn Monroe

Tatuagem bem feita, estilosa e tal, é uma coisa que sempre admirei. Já tive vontade de ter uma, mas nunca tive coragem de fazer, mas o lance é o seguinte: através do Instagram, o artista plástico americano Cheyenne Randall divulgou uma série de imagens onde ele coloca mais cor nos corpos de ícones da cultura pop. Há para todos os gostos, desde um tatuado John Lennon, ou uma Marilyn Monroe pra lá de “ilustrada”, até a “bonequinha de luxo” Audrey Hepburn fazendo uma frente com suas tatoos.

Confira a galeria

Tatuagem – Chico Buarque

Quero ficar no teu corpo
Feito tatuagem
Que é pra te dar coragem
Pra seguir viagem
Quando a noite vem

E também pra me perpetuar
Em tua escrava
Que você pega, esfrega
Nega, mas não lava

Quero brincar no teu corpo
Feito bailarina
Que logo te alucina
Salta e se ilumina
Quando a noite vem

E nos músculos exaustos
Do teu braço
Repousar frouxa, farta
Murcha, morta de cansaço

Quero pesar feito cruz
Nas tuas costas
Que te retalha em postas
Mas no fundo gostas
Quando a noite vem

Quero ser a cicatriz
Risonha e corrosiva
Marcada a frio
Ferro e fogo
Em carne viva

Corações de mãe, arpões
Sereias e serpentes
Que te rabiscam
O corpo todo
Mas não sentes

Heroínas com seus belos e sexys uniformes

Poderosa e Supergirl

Muitos garotos, e marmanjos também, gostam de apreciar belas garotas em uniformes de heroínas. Se a “super” tem personalidade e baixa uns cascudos nos vilões, melhor ainda. Abaixo uma galeria que fiz com algumas beldades dos quadrinhos que escolhi para compor esse post.

Emma Frost

Mulher Gato

Tigresa

Continuar lendo “Heroínas com seus belos e sexys uniformes”

As mulheres do Zodíaco

Como bom ariano que sou, a curiosidade é uma das minhas marcas e a astrologia me chama a atenção pelas características que cada signo do zodíaco apresenta. Embora cada ser seja único, existem sim características fortes que sobressaem na nossa personalidade. Você não é obrigado a acreditar, tudo bem, mas de qq maneira, apresento uma galeria de imagens para cada signo, feitas com muito capricho. Infelizmente não encontrei o autor do ensaio, caso alguém saiba e puder me informar, add os créditos imediatamente. Confira:

Paparazzi – Na caça aos artistas

O jornal espanhol, El Pais, publicou uma galeria com algumas imagens captadas por paparazzis que estão expostas no museu Pompidou de Meltz, na França. A mostra tem por objetivo avaliar a influência da foto “roubada” no cânone estético contemporâneo. Mais de 600 fotografias integram a exposição.
Leia a matéria completa aqui.

GIFs animados – por Romain Laurent

Acho no mínimo GIFs animados curiosos. Essa série feita pelo fotógrafo francês, radicado em Nova York, Romain Laurent reproduzem coisas simples, abstratas, bizarras, bobas, mas não menos curiosas… Confira mais do trabalho de Laurent em seu Tumblr ou veja seu portfólio aqui.