James Brown – Trailer Legendado Oficial da Cinebiografia

james-brown_1000x664px

Saca Groove? Funk? Swing? Balanço? Ritmo?

Pois a personificação de tudo isso se dá em James Brown, o cara que mudou a música pop nos anos 1960! A Universal lançou o trailer oficial da cinebiografia do cantor, conhecido por Mr. Dynamite (e também por Soul Brother Number One, Sex Machine, The Hardest Working Man in Show Business, The King of Funk, Minister of The New New Super Heavy Funk, Mr. Please Please Please Please Her, I Feel Good, The Original Disco Man5 e principalmente The Godfather of Soul (“O Padrinho do Soul”). No livro “Sweet Soul Music” de Arthur Conley, ele é descrito como King of Soul (“Rei do Soul”)).
Mais do que escrever sobre Brown, o melhor é ouví-lo. Então dá um clique para conferir o trailer e vá buscar na rede as músicas para alegrar seu dia!
O filme está previsto para 5 de fevereiro de 2015 e traz no elenco o ator Chadwick Boseman dando vida a James Brown na telona!

Veja o cartaz nacional do filme

20672391

Anúncios

“Vaza” o trailer de Vingadores 2: A Era de Ultron

avengers-2-age-of-ultron-it-s-going-to-be-bigger-better-and-with-a-lot-more-hawkeye-27a0fae2-4330-484c-9560-6fdb3afc2408

Anunciado na quarta-feira (22), pela Marvel, o lançamento oficial do trailer de Os Vingadores 2: A Era de Ultron só aconteceria dia 28 de outubro, no intervalo da série Marvel`s Agents of S.H.I.E.L.D. Porém, aaahhh, porém, o vídeo “vazou” na rede pouco depois do comunicado. O trailer tá sinistro.  Confira:

 

Leia a sinopse oficial do filme:

A Marvel Studios apresenta: Os Vingadores 2: A Era de Ultron, a épica continuação do maior filme de super-heróis de todos os tempos. Quando Tony Stark tenta alavancar um programa de paz virtual, as coisas dão errado e os maiores heróis da Terra, incluindo Homem de Ferro, Capitão América, Thor, o Incrível Hulk, Viúva Negra e Gavião Arqueiro enfrentam um teste derradeiro enquanto o destino do planeta está em jogo. Quando o vilão Ultron surge, a missão dos Vingadores é impedi-lo de concluir os seus planos terríveis. Para isso, logo surgem alianças inesperadas que abrem caminho para uma aventura global épica e única.

Os Vingadores 2: A Era de Ultron tem no elenco Robert Downey Jr., que retorna como Homem de Ferro, junto com Chris Evans como Capitão América,Chris Hemsworth como Thor, e Mark Ruffalo como Hulk. Junto com Scarlett Johansson como Viúva Negra, Jeremy Renner como Gavião Arqueiro e com o apoio de Samuel L. Jackson como Nick Fury e Cobie Smulders como a agente Maria Hill, o time se reúne para enfrentar James Spader como Ultron, um assustador vilão tecnológico obcecado com a extinção humana. No caminho, eles enfrentam dois misteriosos e poderosos novatos, Wanda Maximoff, interpretada por Elizabeth Olsen, e Pietro Maximoff, interpretado por Aaron Taylor-Johnson, e encontram um velho amigo em uma nova forma quandoPaul Bettany se torna o Visão. Escrito e dirigido por Joss Whedon e produzido por Kevin Feige, Os Vingadores 2: A Era de Ultron é baseado na popular série em quadrinhos Os Vingadores, publicada pela primeira vez em 1963.

Uma história de Terror em apenas um minuto

Captura de Tela 2014-10-22 às 19.44.45

Em apenas 60 segundos o vídeo “Tuck Me In” prova que um thriller pode ser executado de forma concisa, sem enrolação, trilha clichê ou qualquer outra coisa já batida nos filmes de terror. O vídeo foi Selecionado como o melhor filme de um minuto pelo júri do festival Filminute 2014 e é dirigido pelo espanhol Ignacio F. Rodó. Apesar de estar em inglês, sem legenda, dá para sacar qual é a do plot. Dá o play!

50 pôsteres de filmes adaptados em GIFs animados

img-1025550-galeria-gifs-abre
Para divulgar seus filmes, estúdios/produtoras não poupam esforços (às vezes parece que poupam sim) para criar algo bacana, um chamariz ao público para instigá-lo a ir ao cinema, ou comprar o filme. Imagens, já diz o ditado, valem mais que palavras. Agora, saca só essas 50 montagens/adaptações na galeria abaixo, com cartazes de filmes em Gifs animados. Não sei você, mas eu achei muito bacana! Deixa aí nos comentários sua opinião.

Com Eva Green nua, Sin City: A Dama Fatal ganha trailer para adultos

O novo trailer do longa Sin City: A Dama Fatal foi divulgado primeiro na Comic-Con, que terminou no último final de semana e agora está na internet. O filme é uma história baseada no universo da HQ criada por Frank Miller, Sin City, já adaptada aos cinemas em 2005 , contando uma outra história, Sin City: A Cidade do Pecado.

Agora o que chega às telas é uma adaptação da HQ homônima, publicada em 1994, pela editora Dark Horse Comics. A Dama que dá nome à história é interpretada pela bela Eva Green, e será responsável por causar caos e guerra entre as gangues da nova trama. O elenco traz nomes conhecidos do longa de 2005, como Bruce Willis, Jessica Alba, Mickey Rourke e Rosario Dawson e caras novas como Josh Brolin que substitui Clive Owen no papel de Dwight, além de Joseph Gordon-Levitt e Lady Gaga. 

O filme será dirigido pela dupla Frank Miller e Robert Rodriguez, que repetem a dobradinha do primeiro longa. O filme tem previsão de estreia para 22 de agosto.

Confira a galeria de imagens do filme…

Galeria de imagens Oscar 2014

Uma seleçãozinha que compilei na Internet com momentos bacanas da cerimônia do Oscar, que aconteceu na noite de domingo, 2 de março. Confira.

Resultado do Oscar 2014

selfie oscar - pitadas do sal

No domingo de Carnaval eu passei em clima de Oscar. Não assisti, ainda, todos os filmes que foram indicados, mas tinha os meus preferidos baseados em predileções e no que andei lendo por aí. Pois bem, dois filmes se destacaram na edição do Oscar 2014. 12 Anos de Escravidão (12 Years a Slave), dirigido por Steve McQueen, levou a estatueta de Melhor Filme, Atriz Coadjuvante (Lupita Nyong’o) e Roteiro Adaptado. Porém, o filme de Alfonso Cuarón levou para casa o maior número de estatuetas, Gravidade (Gravity) levou sete das dez indicações possíveis e se sagrou o nome de destaque da noite.

O filme Clube de Compras Dallas venceu em três categorias, na de Ator (Matthew McConaughey), Ator Coadjuvante (Jared Leto) e Maquiagem e Penteado. A animação dos estúdios Disney, Frozen, levou as estatuetas de Filme de Animação e Canção Original. A veterana Cate Blanchett confirmou o favoritismo na categoria de melhor atriz, e A Grande Beleza levou o Oscar de Filme Estrangeiro.

Trapaça estava empatado com Gravidade como recordista de indicações na premiação deste ano, mas o filme dirigido por David O. Russell passou em branco. O mesmo aconteceu com Nebraska, Philomena, O Lobo de Wall Street e Capitão Phillips, todos indicados na categoria de melhor filme.

Confira a relação completa dos premiados no Oscar 2014

MELHOR FILME
12 Anos de Escravidão

MELHOR DIRETOR
Alfonso Cuarón (Gravidade)
Alfonso Cuarón

MELHOR ATOR
Matthew McConaughey (Clube de Compras Dallas)
Matthew McConaughey (Clube de Compras Dallas)

MELHOR ATRIZ
Cate Blanchett (Blue Jasmine)
Cate Blanchett (Blue Jasmine)

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Jared Leto (Clube de Compras Dallas)
Jared Leto (Clube de Compras Dallas)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Lupita Nyong’o (12 Anos de Escravidão)
Lupita Nyong'o

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
Ela

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
12 Anos de Escravidão

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO
Frozen – Uma Aventura Congelante

MELHOR FILME ESTRANGEIRO
A Grande Beleza

MELHOR DOCUMENTÁRIO
A um Passo do Estrelato

MELHOR FOTOGRAFIA
Gravidade

MELHOR TRILHA SONORA
Gravidade

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL
“Let It Go” (Frozen – Uma Aventura Congelante)

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE
O Grande Gatsby

MELHOR MAQUIAGEM E PENTEADO
Clube de Compras Dallas

MELHOR FIGURINO
O Grande Gatsby

MELHOR EDIÇÃO
Gravidade

MELHORES EFEITOS ESPECIAIS
Gravidade

MELHOR EDIÇÃO DE SOM
Gravidade

MELHOR MIXAGEM DE SOM
Gravidade

MELHOR CURTA-METRAGEM
Helium

MELHOR CURTA-METRAGEM – ANIMAÇÃO
Mr. Hublot

MELHOR CURTA-METRAGEM – DOCUMENTÁRIO
The Lady in Number 6: Music Saved My Life

Curta a página Pitadas do Sal no Google+

Top 20 – Frases de Cinema

Brilho eterno

Em meu antigo blog, o PGNM, eu criei uma postagem certa vez com um Top 5 de frases de cinema que eu gosto. Aqui para o Pitadas eu resolvi estender esse post e selecionei 20 frases marcantes de filmes que eu gosto pra caramba. Essas são as minhas frases prediletas e não as melhores do cinema. Se você também tem as suas, deixe aí nos comentários! 😉

“Frankly, my dear, I don’t give a damn” (Francamente, querida, eu não dou a mínima),
GONE WITH THE WIND (…E o vento levou) – 1939

“Luke, I’m your father!” (Luke, eu sou o seu pai!),
STAR WARS – EMPIRE STRIKES BACK (O Império Contra-Ataca) – 1980

“Why so serious?” (Por que tão sério?),
BATMAN – THE DARK KNIGHT (Batman – O Cavaleiro da Trevas) – 2008

“I’ll be back” (Eu voltarei),
THE TERMINATOR (O Exterminador do Futuro) – 1984

“Mama always said life was like a box of chocolates. You never know what you’re gonna get” (Mamãe sempre diz que a vida é idêntica a uma caixa de chocolates. Você nunca sabe o que vai encontrar),
FORREST GUMP (Forrest Gump) – 1994

“I see dead people” (Eu vejo gente morta),
THE SIXTH SENSE (O Sexto Sentido) – 1999

“I love the smell of napalm in the morning” (Eu amo o cheiro de napalm pela manhã),
APOCALYPSE NOW (Apocalypse Now) – 1979

“We’ll always have Paris.” (Nós sempre teremos Paris),
CASABLANCA  (Casablanca) – 1942

“Toto, I’ve got a feeling we’re not in Kansas anymore” (Toto, eu tenho a sensação de que não estamos mais no Kansas),
THE WIZARD OF OZ (O mágico de Oz) – 1939

“My Precious…” (Meu Precioso…),
THE LORD OF THE RINGS: THE TWO TOWERS (O Senhor dos Anéis: As Duas Torres) – 2002

“This is Sparta!” (Isto é Esparta!),
300 (300) – 2006

“You talkin’ to me?” (Você está falando comigo?)
TAXI DRIVER (Taxi Driver) – 1976

“Dadinho o caralho, meu nome agora é Zé Pequeno, porra!”
CIDADE DE DEUS (CIDADE DE DEUS) – 2002

“English, motherfucker. Do you speak it?” (Inglês, filho da puta. Você fala inglês?)
PULP FICTION (PULP FICTION – TEMPOS DE VIOLÊNCIA) – 1994

“Yippee-ki-yay mother-fucker.” (sem tradução para o português)
DIED HARD (DURO DE MATAR) – 1988

“Pede pra sair!”
TROPA DE ELITE (TROPA DE ELITE) – 2007

“I’m the king of the world!” (Eu sou o rei do mundo!)
TITANIC  (TITANIC) – 1997

“E.T. phone home.” (E.T. telefone minha casa)
E.T. THE EXTRA TERRESTRIAL (E.T. O EXTRATERRESTRE) – 1982

“I’m going to make him an offer he can’t refuse.” (Eu vou fazer uma proposta que ele não poderá recusar)
THE GODFATHER ( O PODEROSO CHEFÃO) – 1972

“Here’s Johnny!” (Aqui está o Johnny!)
THE SHINING (O ILUMINADO) – 1980

Menção honrosa para um dos meus filmes prediletos, Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças, de 2004, que ilustra o post com a imagem lá de cima e que eu curto várias frases ditas nele.

Scarlett Johansson, simplesmente

Seleção com 200 GIFs animados que mostram Scarlett Johansson sendo simplesmente… Scarlett Johansson! Enjoy It!


Continuar lendo “Scarlett Johansson, simplesmente”

Música e Cinema (feitos um para o outro)

Clássica, erudita, rock, jazz, techno, trance, popular, seja qual for o gênero as músicas de trilhas sonoras servem de componente imprescindível à trama dos filmes. A música está ligada ao cinema desde o surgimento desse, na época dos filmes mudos, onde nas salas de projeção havia sempre um pianinho para acompanhar as cenas, para que as sessões não ficassem monótonas e cansativas. Portanto não dá para questionar, se quer, a importância que ela exerce. Ou alguém já imaginou assistir ao filme Tubarão sem a trilha magistral composta por John Williams? Ou Guerra nas Estrelas na ausência da famosa Marcha Imperial, também do oscarizado Willians, sem contar com Casablanca e sua inesquecível e bela As Times Goes by?

As trilhas sonoras musicais podem ser usadas incidentalmente como pano de fundo das cenas, ou para exultar uma seqüência romântica e até mesmo para aumentar a carga dramática de uma história, o fato é que essa arte está entre os trabalhos mais importantes de compositores contemporâneos. Os filmes podem conter músicas já conhecidas ou canções originais, feitas exclusivamente para as produções que se destinam.

Danny Elfman, por exemplo, desde o fim de sua banda-pop-oitentista, Oingo Boingo, dedica-se com brilhantismo a composição de trilhas sonoras. São de Elfman as canções de Batman, de 1989 e Edward Mãos de Tesoura, de 1990 dirigido por Tim Burton e os três Homem-Aranha de Sam Raimi, entre outras.

Há casos em que diretores são mestres nas escolhas de canções que marcam a sua produção. Nesse caso enquadra-se Quentin Tarantino. Basta conferir a trilha de Pulp Fiction, para citar só um exemplo.

As possibilidades são muitas, os artistas vários, os compositores diversos, os filmes idem, mas não posso deixar de citar os clássicos Ennio Morricone e Nino Rota, e suas contribuições para Era Uma Vez No Oestee os filmes de Fellini, respectivamente, além é claro, da original trilha de Os Embalos de Sábado à Noite, de 1977, composta pelos Bee Gees e que é tão ou mais famosa que o filme em questão, além de ser o álbum de trilha sonora mais vendido no mundo.

Casablanca – Um dos meus filmes preferidos

adf20488d00fb576b16546b1c93611b4

“Estou de olho em você garota”, “Louis…, eu acho que este é o começo de uma bela amizade!”, “Toque, Sam. Toque As Time Goes By”, “Reúna os suspeitos de sempre!”, “Nós sempre teremos Paris…”, “De todos os botecos, em todas as cidades, de todo o mundo, ela entra no meu!”. O quê que essas frases têm em comum? Todas são ditas no clássico Casablanca e ficaram eternizadas na memória de centenas de milhares de fãs da película no mundo todo.

Por que eu gosto desse filme? Simplesmente porque ele é foda é o máximo. Pensar que foi feito sem grandes pretensões do estúdio, o torna ainda mais especial pra mim, sem contar que tem os melhores diálogos da história do cinema e uma trilha sonora fantástica.

Mesmo quem nunca assistiu ao filme sabe do que ele trata, conhece alguma dessas frases acima, ou, ao menos, conhece os personagens Richard “Ricky” Blane e Ilsa Lund Laszlo, imortalizados por Humphrey Bogart e Ingrid Bergman.

casablanca

A trilha sonora inesquecível, As time goes by, com letra e música de Herman Hupfield, ajudaram Casablanca a entrar para o rol das produções de Hollywood como um dos filmes mais amados e lembrados pelo público, ocupando o posto de 2º melhor filme de todos os tempos. Só perde para Cidadão Kane. (isso em algumas listas, claro)

Até ganhar as telas de cinema e tornar-se um ícone na história da Sétima Arte, Casablanca teve diversos roteiros. Foi em 1938, durante a ocupação européia na 2ª Guerra Mundial, em visita a um café no sul da França, que o escritor Murray Bumett teve a idéia de escrever um romance, “Everybody Comes to Rick’s”. Em 1941 o livro foi adaptado para uma peça teatral. Porém, antes de ganhar os palcos, a Warner Bros adquiriu os direitos do romance, já intitulado Casablanca. Sua estréia nos cinemas foi em 1942.

Vencedor do Oscar de melhor filme, melhor diretor e melhor roteiro em 1944, além das indicações de melhor ator, melhor ator coadjuvante, melhor fotografia, melhor edição e melhor trilha sonora, Casablanca virou lenda. Se você já assistiu, reveja comprando ou locando a edição dupla em DVD, recheado de extras interessantes. Para quem não viu. Não perca a oportunidade e tome parte da magia de Casablanca.

Confira a galeria de pôsteres do filme

Carlitos – Personagem de Charlie Chaplin faz 100 anos

charlie chaplin - pitadas do sal

O que Charlie Chaplin representa para o cinema é inquestionável. A grandeza de seu talento estão marcadas em filmes consagrados, verdadeiros clássicos da Sétima Arte, como O Vagabundo, Luzes da Ribalta, Tempos Modernos, O Garoto e O Grande Ditador. O Personagem Carlitos é um dos mais reconhecidos nos quatro cantos do mundo, sendo sua imagem de bengala, chapéu coco e o indefectível bigodinho marcas tão fortes, que não imaginamos Chaplin diferente do personagem. Carlitos era adorado pelo público e foi interpretado durante 22 anos por seu criador.

big_6400_oboi_charli_chaplin

Carlitos surgiu exatamente há 100 anos nas telas de cinema, no curta Carlitos Repórter. Nessa primeira aparição o personagem, ainda diferente do visual que o consagrou, trajava cartola, ao invés do chapéu-coco, o bigode era maior, mas a bengala estava lá.  O visual clássico apareceu no filme seguinte, Corridas de Automóveis Para Meninos, produzido no mesmo ano de 1914.

Na trama de Carlitos Repórter, curta de aproximadamente 12 minutos, Carlitos quer ser jornalista a todo custo, “rouba”o furo de um repórter e ainda tenta ficar com a namorada do cara. Assista abaixo.

No clima de comemoração do centenário do personagem, foi lançado nesta semana, em Londres, o livro Footlights, escrito por Chaplin em 1948, mas apenas reunidos os manuscritos e roteiros datilografados recentemente para o lançamento da edição. 

Charlie Chaplin em diferentes momentos de sua vida

(+) Para saber mais sobre a história de Charlie Chaplin e a construção do personagem Carlitos, a cinebiografia Chaplin (1992), narra a vida do astro, interpretado divinamente por Robert Downey Jr.  Você pode assistir online clicando aqui.

300

Arte dos quadrinhos escrito por Frank Miller

A Graphic Novel de Frank Miller, publicada em 1998 e batizada no Brasil de Os 300 de Esparta, é umas das histórias em quadrinhos mais maneiras que já li. Quando anunciaram o lançamento para o ano de 2006 (aqui no Brasil em 2007) da adaptação cinematográfica da história, me empolguei com a possibilidade de ver transporta para a telona, uma das minhas graphic prediletas. Ainda bem que a espera não foi em vão e o filme faz jus a história, com um visual muito foda bem feito.

Arte da Graphic Novel escrita por Frank Miller
Arte da Graphic Novel escrita por Frank Miller

Mesmo não recebendo nenhuma indicação ao Oscar de 2008, o filme 300 é um bom filme, honesto ao que se propõe. Aliás, a adaptação é competente e só enleva o original de Miller, que por sua vez é a sua versão pessoal da história real da batalha entre gregos e persas. Zack Snyder, o diretor, realizou uma adaptação fidelíssima da história em quadrinhos, carregada de imagens literalmente fiéis a obra.

Snyder aceitou o desafio de levar para os cinemas uma graphic novel cultuada pelos fãs e tida como um dos mais elaborados e importantes trabalhos feitos por Frank Miller e colorido por sua (ex) esposa, Lynn Varley. Os fanáticos por história em quadrinho (HQ) não poderiam imaginar que o resultado fosse tão bom. E o bacana é que Frank Miller acompanhou os trabalhos de perto, conferindo autenticidade à obra cinematográfica.

Fidelidade a obra original
Fidelidade a obra original

Com Gerard Butler, Rodrigo Santoro e Lena Headey no elenco, a trama gira em torno do embate entre persas, liderados pelo Rei Xerxes (Santoro) e espartanos, sob comando do Rei Leônidas (Butler). A resistência de Leônidas, com sua guarda de elite e alguns poucos gregos, encurralam numa certa região da Grécia, centenas de milhares de persas de forma violenta e sanguinária.

2007-01-05-300_the_movie

A célebre Batalha nas Termópilas é linda e cruelmente reproduzida nas telas. O visual do filme é primoroso, com o diretor Snyder mostrando todo seu talento. A narrativa é inquietante, afiada, com recursos gráficos de computação muito bem empregados a favor da história. Diferente do que acontece em produções recentes, onde esta solução às vezes é utilizada para cobrir falhas.

300 é filme para assistir na tela grande do cinema, aproveitando todos os recursos que uma boa sala de projeção proporciona. Mas para rever a obra, ou tomar contato pela primeira vez, vale e muito assistir novamente em uma boa tela plana acoplada a um sistema de Home Theater. Eu tenho o DVD e o Blu-Ray. Eu sou colecionador. Mas, se você não é, peça emprestado. Vale a pena assistir de novo, afinal, “This is Sparta!!!!!!”.

A sequência

A continuação de 300 tem estreia prevista para o dia 7 de março próximo. A nova história do longa metragem, com o título de 300: A Ascensão de um Império, transcorre paralela à Batalha das Termópilas do primeiro filme e explica as origens do rancor de Xerxes contra os gregos.

Em declaração a imprensa, no ano passado, Frank Miller disse:
“A trama começa dez anos antes de 300, em Maratona – que foi sensacional de desenhar, apesar da trabalheira. O escopo é muito maior. A trama se passará ao longo desses dez anos, não apenas três dias, e trata de assuntos vastos: a frota naval de Atenas, espionagem… O protagonista é Temístocles, que se tornou o general grego e construiu a frota naval de Atenas. A história é diferente de 300 porque envolve a busca de Xerxes pelo endeusamento. A existência de deuses é um pressuposto desta história, e a ideia é que ele está a caminho de se tornar uma deidade”.

I’m Not There (Não Estou Lá) – Bob Dylan

Im-Not-There-Wallpaper-1

Gosto muito do Bob Dylan. Aprendi a apreciar sua música, antes mesmo de compreender suas letras, na minha infância e adolescência, com meus primos Beto e Nelson. Mais tarde, mesmo sem dominar o inglês, buscava traduzir suas canções (o que com a Internet ficou ainda mais fácil) para absorver suas mensagens. Afinal, estou falando de um dos maiores letristas do século XX. Não me tornei um expert como meu amigo Márcio Grings ou meu outro brother Zé Alfredo, mas…

Pois bem, para compreender melhor a obra do bardo americano, existe um filme genial chama I’m Not There (aqui no Brasil foi batizado com o título em português “Não Estou Lá”). Não é nenhum lançamento, o longa é de 2007, mas vale o resgate para quem não conhece ou mesmo para rever.

I´m Not There é dirigido por Todd Haynes e conta um pouco da persona de Mr. Robert Allen Zimmerman, um ícone da cultura pop que ganhou o mundo nos idos dos anos 1960 e influenciou toda uma geração de jovens ansiosos em mudar o planeta. Foi em 1962 que Zimmermam, na época, surgiu como Bob Dylan.

Mas não pense que a película é uma biografia convencional sobre o cantor. Nada disso. Bob Dylan e sua obra, se pudessem ser descritos em uma única palavra, seria plural. Por isso mesmo o diretor do filme baseia-se nas lendas por trás do mito para nos trazer os fatos marcantes na vida de Dylan. Seis atores distintos foram escalados para dar vida as diferentes fases do cantor e compositor autor de Blowin’ In The Wind e Like a Rolling Stone. Cate Blanchet, Marcus Carl Franklin, Ben Whishaw, Christian Bale, Heath Ledger e Richard Gere. Palmas para o diretor, pois esta decisão foi acertadíssima. Dylan, apesar de negar, viveu os vários “Dylans” de sua conturbada personalidade.

Cate Blanchett como Dylan
Cate Blanchet como Dylan

Elogiado por público e crítica o filme I´m Not There merece o destaque da interpretação de Cate Blanchet que ganhou o prêmio Copa Volpi de melhor atriz, no festival de Veneza de 2006. No filme ela está morena, de óculos escuros e cabelos cacheados. A cara do Bob Dylan dos anos 1960.

O bacana também é que Bob Dylan autorizou a inclusão de suas canções originais no filme, dando um charme a mais na produção do longa metragem, que por si só já está caprichadíssima. Então se você gosta de Dylan, de cinema e boa música… Não deixe de conferir. Continuar lendo “I’m Not There (Não Estou Lá) – Bob Dylan”

Cães de Aluguel (Reservoir Dogs) – Tarantino na veia

Reservoir-Dogs-reservoir-dogs-769860_1024_768

O primeiro filme que assisti do diretor Quentin Tarantino foi Pulp Fiction. Assisti na época mesmo, no cinema, em 1994. Antes já havia assistido Assassinos Por Natureza, mas não sabia que o roteiro era dele. Apesar de ser fã dos dois longas citados, principalmente Pulp Fiction, foi com Cães de Aluguel (Reservoir Dogs, 1992), o primeiro filme de Quentin, assistido por mim em 19995, que eu me tornei fã do cara. Esse filme também o elevou ao patamar de queridinho da crítica cinematográfica e do grande público.

Com orçamento modesto, de apenas US$ 1,2 milhões, Cães de Aluguel contém todos os elementos “tarantinesco” que gostamos. A trama trata da história de seis bandidos reunidos por um experiente criminoso para um grande roubo de diamantes. Nenhum dos seis se conhecem e todos usam cores como codinomes. Ah, o roubo não sai como planejado.

han-luke-leia-star-wars-death-star

Daí em diante o filme tem uma séria tensa de acusações, um deles é baleado e discutem se há algum “espião” infiltrado no grupo. Diálogos inteligentes e engraçados, roteiro não linear, personagens instigantes e trilha sonora perfeita. Simplesmente uma grande estréia de um diretor que fez escola na década de 1990, justamente com esses elementos.

No elenco estão Harvey Keitel, Tim Roth, Michael Madsen, Steve Buscemi e o próprio Tarantino. O filme pode não agradar os mais puristas e tal. Como já descrevi, a história não é convencional. Não espere um filme de gângster ou um filme policial padrãozinho. Estamos falando de Quentin Tarantino minha gente.

Então essa dica é para aqueles que já assistiram reverem e os que não conhecem assistir!

Jennifer Lawrence em 70 GIFs que mostram o quanto ela é maneira!

Uma seleção de GIFs animados que peguei na Internet mostram que Jennifer Lawrence, além de ser uma atriz oscarizada (agora em 2014 ela concorre a estatueta dourada pela segunda vez consecutiva, veja aqui) também é gente como a gente e sabe se divertir. Na boa, com essa seleção não tenho dúvidas que Jenny deve ser uma pessoa muito bacana e espirituosa, ou, como os próprios americanos dizem,  Jennifer é uma garota awesome!!!

Batman – O Cavaleiro das Trevas

wallpaper_batman-the-dark-night

A trilogia do Batman, dirigida por Christopher Nolan é brilhante. Esse é um dos meu filmes prediletos no gênero. Porém, dos três filmes, sem dúvida o segundo é, na minha opinião e de muitos fãs, o melhor. Em Batman – O Cavaleiro das Trevas (Batman – The Dark Knight, 2008), o diretor reacendeu a mitologia do personagem.

Christian Bale veste novamente o uniforme negro do homem morcego (ele interpretou o personagem nos três filmes do Nolan) e enfrenta o seu principal vilão, o Coringa, aqui, interpretado de forma magistral pelo saudoso Heath Ledger (que morreu após as filmagens).

Sobre a história  é melhor eu não me aprofundar pra evitar spoiler. Se bem que geral já viu esse filme. Mas vamos a um resuminho. Nesta segunda parte da trilogia, Batman viaja ao redor do mundo em sua luta para impedir uma nova ameaça criminosa. Auxiliado pelo tenente Jim Gordon (Gary Oldman) e o promotor Harvey Dent (Aaron Eckhart), Batman tem feito avanços contra o crime local em Gotham… até que um gênio do crime, conhecido como Coringa, libera uma onda de caos e terror na cidade. Para impedir a nova ameaça o Cavaleiro das Trevas terá que empregar todo seu arsenal e habilidades e confrontar até mesmo suas maiores crenças.

heath-ledgers-joker-wins-oscar
A atuação de Heath Ledger como o Coringa lhe consagrou com um Oscar póstumo

Ledger merece todos os louros pela sua atuação no filme. Em uma pesquisa rápida pela internet, é quase unânime a opinião da crítica especializada que essa é a atuação definitiva do ator que nos deixou tão cedo, aos 28 anos, em janeiro de 2008.

Mais do que eu escrever sobre o filme e você ficar lendo, o bom mesmo é ir pegar a pipoca, colocar o filme no player e curtir essa megaprodução cinematográfica.

Confira abaixo a galeria de wallpapers do filme

Across The Universe

Across-the-Universe

Tem muita gente que torce o nariz para musicais. Eu gosto de muitos, principalmente os clássicos, mas não de todos. O filme Across The Universe se encontra na primeira categoria. Além de ser um musical muito bacana, ele é conduzido pelas músicas dos Beatles em versões emocionantes, ao menos pra mim, e bem diferentes das originais.

Dirigido por Julie Taymor, esse longa americano foi lançado em 2007 e traz uma história de amor ambientada na turbulenta década de 1960. A trilha dos Fab Four e as referências a obra deles fará a cabeça de novos e velhos fãs do quarteto.

No elenco estão os ingleses Jim Sturgess e Joe Anderson e a americana Evan Rachel Wood. Além do trio, o filme traz deliciosas participações especiais de Bono Vox, Joe Cocker e Salma Hayek. Jim e Evan dão vida aos protagonistas da história, Jude e Lucy (olha a referência aos Beatles aí). Os dois, aliados a uma pequena trupe, são atraídos pelos movimentos contrários a guerra e da contracultura, além das viagens para explorar a mente e o embalo do rock n roll.

Across-the-Universe-wallpaper-across-the-universe-357617_1280_1024

Para a viagem, Dr. Robert e Mr kite (mais referências), vividos por Bono e Eddie Izzard, são os guias. Personagens fantásticos em uma época que os comportava. Tudo isso regado as composições de John Lennon, Paul McCartney e George Harrison e… Ringo Starr (sim, ele compôs Flying junto com os outros três).

Liverpool e Greenwich Village são alguns dos cenários na trama. No meio de um turbilhão de emoções e conflitos o jovem casal de separa. Mas é aí que Jude e Lucy, contra todos e tudo, precisam encontrar um jeito de voltarem um para o outro. Tudo no filme é relacionado aos Beatles e possui várias referências a obra do quarteto em cenas e diálogos. Se você ainda não teve a oportunidade de assistir, não perca tempo. Se já viu, vale ou não vale o repeteco? Nem que seja para escutar os clássicos com nova roupagem. Ah, tb é uma dica bacana para assistir com a(o) namorada(o), esposa (marido), amigo, amante e se transportar para um mundo mágico que somente os bons musicais proporcionam.

Lista com os indicados ao Oscar 2014

Imagem

Com cerimônia prevista para o dia 2 de março, em Los Angeles, o Oscar 2014 teve divulgada pela Academia de Artes e Ciências  Cinematográficas de Hollywood,  na manhã desta quinta-feira, 16, a lista dos indicados.

12 Anos de Escravidão“, Uma história baseada em fatos americanos, da época da escravatura estadunidense, é o filme com maior número de indicações esse ano, nove no total, incluindo Melhor Filme, Diretor, Ator e Atriz Coadjuvante.

Os Filmes “Trapaça” e “Gravidade“, são os principais concorrentes dessa 86º Edição do prêmio. “Trapaça” foi indicado a todas as categorias principais, que inclui a de Melhor Ator para Christian Bale, Melhor Atriz para Amy Adams, Melhor Ator Coadjuvante  para Bradley Cooper e Jennifer Lawrence para Melhor Atriz Coadjuvante.

Imagem
Jennifer Lawrence na edição do Oscar do ano passado levou a estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante, por seu papel em Silver Linings Playbook (O Lado Bom da Vida)

Gravidade” por sua vez recebeu indicações nas categorias técnicas, como as de Fotografia e Edição, além de Efeitos Visuais, Design e Produção.

A produção brasileira que estava inscrita para concorrer ao Oscar desse ano, “O Som ao Redor“, de Kléber Mendonça Filho, ficou fora da disputa no dia 20 de dezembro passado, quando saiu uma lista com nove títulos pré-selecionados para a categoria de Melhor Filme Estrangeiro e a aposta brasileira não constava”.

Continuar lendo “Lista com os indicados ao Oscar 2014”