Uma Poesia Chamada Direção Oposta

Sem categoria

Uma Poesia Chamada Direção Oposta – por Sal

12 jan , 2014  

Uma Poesia Chamada Direção Oposta

Aqui fora nesta intépida noite
Nascemos e criamos nossos encantos
Gritamos na vastidão que assola o espaço
Enfrentamos a arena de leões inóspitos
Com suas jubas verdes e seus olhares vítreos

Longe da artéria que trás lodo do coração
Ano passado no último momento curtimos a dor inesperada
Lançados contra todo orgulho da terra
Alterada a ingratidão que nos encerra

Corremos na direção oposta ao vento
Retendo o medo
Ateando fogo ao desespero
Todos os precipícios são apoteóticos
Conhecemos o término
Embarcamos no som exótico e na letra perdida

Encaramos o tormento vil
De quem viu
E não soube enxergar o final!

Uma Poesia Chamada Direção Oposta

A Ponte de Giverny – Monet

Sobre a poesia chamada Direção Oposta

Escrevo “poesias” desde os 13 anos de idade. Era uma forma de externar os meus fantasmas e essa ferramenta se tornou cada vez mais poderosa, principalmente no início da minha fase adulta. Como não tinha grana para pagar uma análise, encontrei na escrita uma forma de me expressar e me conhecer melhor, por exemplo. Direção Oposta surgiu da necessidade de me fazer ouvido, de ser compreendido em um momento da minha vida que estava tudo confuso, sem direção. Mas, por outro lado, as coisas sempre aconteciam o contrário do que eu gostaria.

Enquanto isso eu mergulhava de cabeça na música e na literatura. Da mesma forma escrevia compulsoriamente. Depois disso, invariavelmente me sentia mais leve. Era início dos anos 1990 e a poesia de James Douglas Morrison fizera minha cabeça. Eu estava fascinado na figura mítica do “Morrison, na escrita “beat“. Minha vontade era sumir do mapa.

Além disso eu tinha o sonho de que todos lesses o que escrevia. Já havia desistido da loucura de viver de música, por exemplo, mas queria ser um escritor interessante ao menos.

Comentários

comentários

, , , , ,


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conecte-se