Brasil de Cazuza nas vozes de Almério e Ney Matogrosso

Almério lança Brasil, de Cazuza, com participação de Ney Matogrosso

Dia 4 de abril, sob o signo de Áries, nascia há 63 anos Agenor de Miranda Araújo Neto. O menino ganhou o apelido do pai ainda no ventre da mãe. Nos anos 1980 seria conhecido assim em todo Brasil. Cazuza!

Dia 4 de abril, sob o signo de Marte, hoje o músico pernambucano Almério lança nas plataformas digitais o single Brasil. Eternizado por Cazuza há 33 anos no emblemático álbum Ideologia. Além disso, o single precede o lançamento do álbum Tudo É Amor, dedicado a obra de Cazuza.

A nova versão de “Brasil” conta com a participação especialíssima de Ney Matogrosso, que segundo Almério, para esse registro, precisava de uma voz poderosa e Ney “foi de uma generosidade e beleza de emocionar o mundo”. 

Para Ney Matogrosso, responsável em alavancar a carreira do Barão Vermelho, quando gravou e fez grande sucesso com uma composição de Cazuza, Pro Dia Nascer Feliz, hoje o que mais impressiona é a atualidade do pensamento de Cazuza.

Brasil de Cazuza nas vozes de Almério e Ney Matogrosso é o que eu quero hoje!

Brasil nas mãos de Preto e Pupillo

A concepção do projeto, assim como o convite a Almério partiram de Ione Costa. Isso instigou Almério mergulhar na obra de Cazuza. Em outras palavras, a chama estava acesa. Do mesmo modo o álbum começou a ganhar forma com a chegada do produtor Marcus Preto e do diretor musical Pupillo.

Brasil de Cazuza nas vozes de Almério e Ney Matogrosso é o que eu preciso hoje!, assim como o álbum a ser lançado, Tudo É Amor.

Cazuza ainda ecoa com suas canções e acima de tudo com suas letras, com suas mensagens. Enfim, Cazuza segue atual e necessário. Viva Cazuza!

Além da gravação de “Brasil”, um segundo single será lançado nas plataformas antes da chegada do álbum. Editado pela Biscoito Fino, o lado B do compacto de Bete Balanço, “Amor amor” (Cazuza / George Israel / Roberto Frejat).

Ficha Técnica do single Brasil, de Cazuza, George Israel e Nilo Romero

Almério – voz e vocais
Ney Matogrosso – voz
Pupillo – bateria e percussão
Fabio Sá – baixo
André Lima – piano e synth
Carlos Trilha – synth
Juliano Holanda – guitarra
André Brasileiro – backing vocal
Direção artística – Marcus Preto
Produção musical e arranjo – Pupillo
Foto e concepção de capa – Jorge Bispo
Fotos de divulgação –  Ana Migliari

sal

Jornalista, blogueiro, letrista, já fui cantor em uma banda de rock, fotógrafo, fã de música, quadrinhos e cinema...

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: