Edu Lobo ganha edição especial nas plataformas de streaming

Projeto celebrou os 70 anos do mestre Edu Lobo e contou com as participações de Maria Bethânia, Chico Buarque, Mônica Salmaso e Bena Lobo

Foto: Paula Kossatz

O evento rolou já faz um tempinho, foi lá em 2013. Onde vivíamos uma outra era, uma época em que o mundo já era complicado, sim, mas nada do que estaria por vir a partir dali.

Mas vamos ao que interessa…

Como eu estava te contando, foi no dia 29 de agosto de 2013 que o mestre Edu Lobo subiu ao palco do Theatro Municipal, no Rio de Janeiro, para celebrar seus 70 anos de idade e meio século de carreira musical.

O evento em si já seria grandioso. Celebrar um dos pilares da música brasileira. Mas, não bastasse o fato, a celebração ainda contou com as ilustríssimas participações de Maria Bethânia, Bena Lobo, Chico Buarque e Mônica Salmaso – e o registo da noite de gala foi lançado nos formatos físicos (CD e DVD) pela Biscoito Fino.

Batizado com o direto título de Edu 70 Anos, o trabalho conta parte da trajetória do compositor e faz uma seleção afetiva de canções que pontuam vários momentos da carreira de Edu. Nesta edição especial que chega aos serviços de streaming, o álbum ganha uma adição (ganha uma adição é redundante?) de 8 canções que não estavam nas plataformas digitais. 


Canção do Amanhecer (Edu Lobo / Vinicius de Moraes), Zambi (Edu Lobo / Vinicius de Moraes), Zanzibar (instrumental) (Edu Lobo), O Bôto (Antonio Carlos Jobim / Jararaca), O Trenzinho do Caipira (Heitor Villa Lobos / Ferreira Gullar), Angú de Caroço (Edu Lobo / Cacaso) e Opereta do Casamento (Edu Lobo / Chico Buarque), que, adicionadas ao álbum original, totalizam 27 faixas.

A rainha Maria Bethânia (sim eu pago pau pra Bethânia), que foi a primeira artista a dividir um trabalho inteiro com Edu Lobo (Edu & Bethânia, de 1966), divide os microfones com o homenageado em “Cirandeiro” e “Pra dizer adeus”. Com Bena Lobo, pai e filho terçam vozes nas canções “No Cordão da Saideira” e “Ponteio”. Com o grande parceiro, Chico Buarque, Edu nos apresenta as maravilhosas “A História de Lily Braun”, “Lábia” e “Choro Bandido”. A paulistana Mônica Salmaso surge nas canções “A mulher de cada porto”, “Coração Cigano” e “Valsa Brasileira”. 

No espetáculo, Edu se apresenta ao lado de uma orquestra de cordas, com alguns dos mais prestigiados músicos brasileiros: Cristóvão Bastos (piano e direção musical), Carlos Malta (flautas e saxes), Lula Galvão (violão), Jurim Moreira (bateria), Jorge Helder (baixo acústico) e Mingo Araújo (percussão).

sal

Jornalista, blogueiro, letrista, já fui cantor em uma banda de rock, fotógrafo, fã de música, quadrinhos e cinema...

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: