Leia também

O celular ouve todas as suas conversas particulares

Saiba como evitar isso!

O celular ouve todas as suas conversas particulares

Você sabia que os sistemas de reconhecimento de voz podem permanecer ativos 24 horas por dia no celular caso você não bloqueie o acesso ao microfone? Pois é, meus amigos! Isso é sinistro mas real.

Repara que algumas vezes você falou sobre determinado assunto com alguém, como por exemplo que gostaria de comprar uma bicicleta nova para fazer atividade física. Na sequência você começa a receber notificações de lojas e promoções de bikes em seu celular, no Facebook, no Instagram ou até mesmo nas páginas de sites que vc visita regularmente. Isso significa que o seu celular “ouve” suas conversas para lhe enviar publicidade personalizada.

Mas não se desespere! O celular tem sim a capacidade de “ouvir”e processar os sons 24h por dia, mas somente se o usuário concede permissão para isso. “Noventa e nove por cento dos usuários são ignorantes. Pelo bem da humanidade, deveria ser exigido um exame de aptidão para permitir o manejo de um smartphone, tablet ou laptop com conexão à Internet, como acontece com a carteira de motorista para circular pelas vias públicas”, opina Enrique Vidal, ganhador do prêmio nacional de Informática em 2011, concedido pela Sociedade Científica Informática da Espanha.

As novas tecnologias são ferramentas ótimas para o bem e para o mal. Tudo depende do uso que se faz dessas tecnologias. Desconhecer o que se faz na internet abre portas perigosos que deixam o usuário exposto a todos os tipos de situação. “Não se deve jogar a culpa nas empresas de tecnologia, e sim formar os cidadãos. Entender a linguagem da Internet é básico, e isso deveria ser incluído no programa acadêmico escolar”, observa Carlos Martínez, professor de Programação da Universidade Politécnica de Valência. É sempre bom e importante ler os termos e condições de privacidade dos aplicativos que se instala nos celulares, por exemplo.

O celular ouve todas as suas conversas particulares

Por exemplo, toda vez que você baixa um aplicativo, este “lhe pede” no processo que se conceda algumas “aberturas” de portas, como o acessa a câmera, a localização geográfica e ao microfone do celular. “Alguns não precisam acessar o microfone, mas talvez os desenvolvedores estejam se antecipando a algum serviço que oferecerão no futuro, e por isso preferem solicitar a permissão desde o começo”, observa Bart de Boer, pesquisador do laboratório de Inteligência Artificial da Universidade Livre de Bruxelas. “Uma vez que você autoriza, não tem como saber se estão lhe escutando 24 horas por dia”, acrescenta.

A gente sabe que ler os tais termos e condições dos aplicativos são um saco e estes não são lá muito transparentes, porém, no próximo dia 25 de maio entra em vigor um novo Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia, concebido para unificar as leis de privacidade de todo o continente. Assim, as empresas ficam intimadas a apresentar de forma clara seus métodos para solicitar os dados pessoais dos usuários. A Apple mesmo já afirmou que um dos seus desafios é conseguir que os usuários entendam todas as ações relativas à sua privacidade.

Ainda assim, diferente de outras empresas, a Apple exige que todos os desenvolvedores que criam aplicativos para iOS (o seu sistema operacional) ofereçam três opções ao dono do aparelho: permitir o acesso ao microfone sempre, nunca, ou só quando o aplicativo estiver aberto e em funcionamento.

A Apple e o Google lançaram ainda os sistemas de reconhecimento de voz. OK, Google” ou “Ouça, Siri”, já é mais comum do que imaginamos. Basta dizer esses comandos e em seguida a solicitação e seu smartphone responde. Isso é a maior prova que os eu celular te ouve o tempo todo.

Então, amiguinho, se você não quer ter a sua privacidade invadida a esse ponto, muito cuidado com os aplicativos que baixa e, mais ainda, com as permissões que você autoriza. Fica esperto!

Li uma matéria sobre o assunto no jornal El País

 

 

Comentários

comentários


Sobre Sal (394 Artigos)
Jornalista, blogueiro, letrista, já fui cantor em uma banda de rock, fotógrafo, fã de música, quadrinhos e cinema...

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*