Uma Poesia Chamada Direção Oposta

Uma Poesia Chamada Diração Oposta
The Water-Liliy Pond – Monet

Aqui fora nesta intépida noite
Nascemos e criamos nossos encantos
Gritamos na vastidão que assola o espaço
Enfrentamos a arena de leões inóspitos
Com suas jubas verdes e seus olhares vítreos

Longe da artéria que trás lodo do coração
Ano passado no último momento curtimos a dor inesperada
Lançados contra todo orgulho da terra
Alterada a ingratidão que nos encerra

Corremos na direção oposta ao vento
Retendo o medo
Ateando fogo ao desespero
Todos os precipícios são apoteóticos
Conhecemos o término
Embarcamos no som exótico e na letra perdida

Encaramos o tormento vil
De quem viu
E não soube enxergar o final!

sal

Jornalista, blogueiro, letrista, já fui cantor em uma banda de rock, fotógrafo, fã de música, quadrinhos e cinema...

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: