Quadrinhos

Top 5 – Super-Heróis dos quadrinhos

3 dez , 2018  

Top 5 – Super-Heróis dos quadrinhos
Top 5 – Super-Heróis dos quadrinhos

Meu Top 5 – Super-Heróis dos quadrinhos foi formatado cedo.

Ainda criança, muito influenciado pelo meu pai, eu ganhava e comprava quadrinhos diversos.

Papai me inseriu no universo Disney, mas eu também lia demais a galeria dos maravilhosos personagens do Maurício de Souza, então, a Turma da Mônica sempre foi constante nessa época.

Da mesma forma, os heróis que a DC e Marvel, além de outras editoras menores, nos presentearam em meados do século passado, fizeram a minha cabeça e me transportaram para um mundo fantástico. 

Mais que super-heróis, um portal para a fantasia

Porém, confesso aqui que os heróis da DC sempre foram os meus favoritos. Talvez o impacto que o filme Superman, dirigido por Richard Donner e imortalizado pelo ator Christopher Reeve, lançado em 1978, tenha exercido forte influência naquele garoto de 7 anos, por exemplo.

Mas, naquela época, qual criança não saiu da sala de cinema acreditando que o homem podia voar? Mais importante, qual garoto não amarrou uma toalha no pescoço, fingindo ser capa?

Como resultado dessas experiências, resolvi nesse post deixar registrado o meu Top 5 – Super-Heróis dos quadrinhos.

 

Meus Super-Heróis preferidos

1º – Batman 

Top 5 – Super-Heróis dos quadrinhos

O Cavaleiro das Trevas!

O grande detetive da DC Comics, apesar de não ter superpoderes, por outro lado é um dos mais queridos personagens das HQs de todos os tempos. Criado por Bob Kane e Bill Finger, a estreia de Batman nos quadrinhos ocorreu em 1939, para deleite da garotada, que passou a ter um personagem mais próximo delas do que um extra-terrestre vindo de Krypton.

Batman já passou por muitas fases nos quadrinhos, algumas geniais, como nos anos 1970 e 1980, outras nem tanto. Mas, na década de 1980, quando ele fez parte de dois dos maiores clássicos das histórias em quadrinhos, escritas pelos mestres Alan Moore e Frank Miller – A Piada Mortal e Batman Cavaleiro das Trevas – o vigilante de Gotham ganhou sua “batmania”.

Essas histórias influenciaram tudo mais que viria depois delas, tanto nos quadrinhos, como no cinema e nas animações, por exemplo. Por essas e outras que o morcegão de ocupa esse espaço de o melhor personagem de hq, para mim!

2° – Superman 

Top 5 – Super-Heróis dos quadrinhos

O último filho de Krypton

Digo último com bastante aspas, se é que você me entende

Superman, o escoteiro azulão como alguns depreciadamente o chamam, é o super-herói mais antigo das HQs. Mas, o mais importante, Superman é o ícone dos ícones no mundo dos quadrinhos.

O super-herói surgiu em 1938, pelas mãos dos jovens Jerry Siegel e Joe Shuster. Ele até já ocupou o posto de primeiro lugar em meu Top 5, quando eu era adolescente, mas isso mudou. O que não mudou é o meu carinho e apreço por Clark Kent. Não á toa eu sou um intrépido jornalista.

Com mais de 80 anos nas costas, o Super já teve altos e baixos nas HQs. Ele já morreu e ressuscitou, virou um ser de pura energia, se dividiu em dois, mas sempre será exemplo de caráter e virtude, um ícone da cultura americana e a representação da grandeza essencial em todo ser humano.

vida longa ao super!

3° – Mulher-Maravilha

top-5-herois-preferidos

Bom, ela vem da ilha de Themyscira, é uma amazona, filha da rainha Hipólita, é linda, empoderada, não precisa de nenhum macho escroto para ser o que é, ou fazer o que quer e tem um laço mágico… precisa mais? 

Claro que eu estou falando de Diana Prince, ou Mulher-Maravilha, se você preferir. Ela é a primeira heroína a ser criada. Sua primeira aparição foi na revista All Star Comics #8, em dezembro de 1941. Seu principal criador é William Moulton Marston, um psicólogo já famoso por inventar o polígrafo, daí o laço mágico que impede o “prisioneiro” de mentir.

Diana se tornou um sinônimo de mulher poderosa e, mais importante, é uma das maiores defensoras da paz e da igualdade. A princesa amazona faz parte da santíssima trindade da DC Comics, ao lado de Batman e Superman.

4° – Homen-Aranha

Top 5 – Super-Heróis dos quadrinhos

Vindo ao mundo pelas mãos de Stan Lee e Steve Ditko, no ano de 1962, Homem-Aranha e seu alter ego, o nerd Peter Parker, além dos superpoderes, apresentavam problemas comuns aos jovens de sua idade.

Esse personagem da Marvel não demorou a ganhar o coração de uma horda de fãs espalhados pelo mundo. Os adolescentes no universo dos quadrinhos, até então, eram relegados a meros coadjuvantes, ou melhor dizendo, ajudantes dos protagonistas. 

Homem-Aranha apresentava aos leitores algo com o que podiam se identificar, pois o personagem trazia em si sentimentos de rejeição, inadaptações e solidão, inerentes a muitos adolescentes. Daí o sucesso e a rápida popularidade do teioso amigão da vizinhança.

5° – Wolverine

Top 5 – Super-Heróis dos quadrinhos-wolverine

Wolverine, codinome Logan.

Esse personagem, que tem um passado nebuloso, foi criado por Len Wein, John Romita e Herb Trimpe.

Sua primeira aparição data de 1974, em uma revista do Incrível Hulk

Wolverine, além de ser o mutante do universo Marvel mais popular, faz parte do grupo X-Men, claro, e possui sentidos afiados, capacidades físicas aprimoradas, fator de cura e três garras retrateis, que já foram de osso, de adamantium, voltaram a ser de osso e por aí vai…

bônus-track

Spawn

Top 5 – Super-Heróis dos quadrinhos-spawn

Antes de apresentar os meu Top 5, quero fazer uma menção honrosa ao Spawn – sim, esse personagem já foi muito legal. Surgido em meados da década de 1990 pelas mãos Todd McFarlane, na editora Image Comics. Eu colecionei as revistas até o número 105 e tenho elas até hoje, entre tantas outras.

Então, esse foi meu top 5 de heróis dos quadrinhos. você concorda, discorda?

Deixa aqui nos comentários a sua opinião e o seu Top 5, que eu vou ficar amarradão em saber!

, , , , , , , , ,

Sem categoria

Jamie Foxx será Spawn no cinema

5 jun , 2018  

Jamie Foxx será Spawn no cinema

Jamie Foxx será Spawn no cinema

Jamie Foxx será Spawn no cinema – De acordo com notícias divulgadas pela revista VarietyJamie Foxx, que ganhou um Oscar de melhor ator por sua atuação em Ray, cinebiografia do músico Ray Charles, vai viver o anti-herói dos quadrinhos, Spawn, nas telas de cinema. A direção ficará a cargo de Todd McFarlane, criador do personagem.

Spawn foi criado em 1992, para a editora Image Comics, criada por um pool de quadrinistas, entre eles o próprio McFarlane. Nas histórias em quadrinho o Soldado do Inferno é um ex-soldado americano que é mandado para o inferno após sua morte. Ele se revolta com o fato, se acha traído e volta a Terra com poderes sinistros.

Primeiro filme “flopou” nos cinemas

Spawn já teve uma versão meia boca para os cinemas, em 1997, estrelado por Michael Jai White. Foi um fracasso. Também foi protagonista de uma série animada, com três temporadas, produzidas pela HBO. Agora vamos esperar o que McFarlane, em sua estreia como diretor e torcer para que o personagem ganhe um filme a altura do que representou nos quadrinhos nos anos 1990.

Jamie Foxx será Spawn no cinema

Versão de Spawn para o filme de 1997

, , , , ,

Sem categoria

Heroínas com seus belos e sexys uniformes

30 jan , 2017   Gallery

Poderosa e Supergirl

Muitos garotos, e marmanjos também, gostam de apreciar belas garotas em uniformes de heroínas. Se a “super” tem personalidade e baixa uns cascudos nos vilões, melhor ainda. Abaixo uma galeria que fiz com algumas beldades dos quadrinhos que escolhi para compor esse post.

Supergirl

Mulher-Maravilha

Emma Frost

Mulher Gato

Tigresa

More…

, , , , , , , , , , , , ,

Sem categoria

A Morte do Super-Homem – quando comecei a colecionar quadrinhos

22 jun , 2015  

A Morte do Super-Homem - quando comecei a colecionar quadrinhos

A Morte do Super-Homem - quando comecei a colecionar quadrinhos
Em 1992 o Superman, que aqui no Brasil ainda se chamava Super-Homem, morria e eu comecei a colecionar e admirar a arte dos quadrinhos. Na época esse evento fez barulho não apenas na mídia especializada, mas vários veículos de comunicação alardearam a notícia para todos saberem que o maior herói de todos os tempos iria morrer. Aqui no Brasil, até o Fantástico fez matéria sobre o assunto.

DC Comics   editora do Super, atravessava um grande dilema sobre o que fazer com as revistas do azulão. Pensaram até mesmo em cancelar os títulos, mas isso iria trazer mais problemas do que soluções. Falar em solução, a idéia da editora foi reunir a equipe criativa do personagem para criar uma grande história a fim de alavancar as vendas das revistas.

Na época com 54 anos de idade, o personagem já tinha sua marca mais do que solidificada e movimentava uma grande soma em dinheiro em merchandising. Mike Carlin, editor das revistas do Superman nos EUA, planejou junto com a equipe de artistas envolvidos nos títulos do Super colocar o herói no centro das atenções, através de uma história em que ele lutava com um novo personagem, o Doomsday, aqui no Brasil batizado de Apocalipse. Mas Superman só conseguiria deter o vilão pagando com a própria vida.

Superman-Doomsday-color

Longe de ser um clássico dos quadrinhos, como Watchmen, Batman – O Cavaleiros das Trevas, ou A Piada Mortal, A Morte do Superman tem toda pinta de que foi feita as pressas e a carência de uma boa história é visível no desenrolar da trama a cada página que folheamos. Mesmo assim a estratégia da DC deu certo e a saga foi um sucesso avassalador. As vendas foram recordes e até mesmo quem não gostava do Super comprou a revista para ver sua morte.

Aqui no Brasil a história saiu publicada pela Editora Abril, em um único volume, diferente dos EUA, onde o desenrolar da saga saiu em várias revistas do Superman. Um especial intitulado A Morte do Super-Homem, onde a capa, com efeito em relevo, trazia o famoso símbolo do herói sangrando.

A Morte do Super-Homem capa

A partir dessa edição foi que eu comecei a comprar quadrinhos. Depois da Morte do Super, eu queria saber o desenrolar daquele universo, como a Lois Lane ficaria, os pais de Clark Kent e os outros heróis? As revistas que comprei em seguida a morte foi “Funeral para um Amigo” e “Além da Morte”, que traziam as consequências diretas do combate mortal.

Acabei comprando mensalmente as revistas do Super em banca. Claro que ele retornou da morte em um especial que também vendeu muito bem, chamado O Retorno do Super-Homem. Ampliei para os outros heróis da DC (Batman, Liga da Justiça…) e fui catar em sebos do Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre e Santa Maria-RS as edições anteriores.

Colecionei por 10 anos. Ainda tenho muito bem guardadas cerca de duas mil revistas. Alguns clássicos, raros, mas isso é uma outra história.

Interessou? Vc pode comprar a reedição dessa história aqui e aqui, mas é uma pena ser tão caro.

A DC também lançou uma versão animada em DVD e Blu-Ray, em 2007. Confira o trailler:

Resgate – Texto escrito em 17 de Novembro de 2012

, , , , , , , ,

Sem categoria

Thor será uma mulher

16 jul , 2014  

MarvelThorWoman4

No mundo dos quadrinhos, vira e mexe alguém tem uma ideia “brilhante” para alavancar as vendas. Se mata e ressucita personagens de uma história para outra, muda-se uniformes, reconta-se origens, casam, separam e no meio disso tudo, eis que surge a notícia de que uma mulher ocupará o lugar do deus do trovão, Thor, nas histórias em quadrinhos da Marvel Comics.

Segundo o anúncio da Marvel, ainda não há muitos detalhes do que vai acontecer, mas aparentemente o Thor que conhecemos hoje “será considerado indigno” para manusear o Mjölnir, e uma mulher irá receber os poderes do Deus do Trovão. Apesar de seu gênero, a mulher passará a ser conhecida como Thor.

“A inscrição no martelo de Thor diz: ‘Todo aquele que segura este martelo, se ELE for digno, possuirá o poder de Thor’. Bom, esta na hora de mudar essa inscrição”, afirmou Will Moss, editor da Marvel. “Esta nova série segue a tradição da Marvel de apresentar personagens femininas fortes, como a Capitã Marvel, a Tempestade, a Viúva Negra e muitas outras. E essa nova Thor não é uma substituta temporária. Ela agora é a única Thor, e ela é digna do Mjölnir”, completou Will Moss, em comunicado oficial da empresa.

MarvelThorWoman3

, , , , ,

Pitadas

Maltratos com a língua portuguesa

26 fev , 2014  

Como diz o bom e velho ditado: é melhor ouvir isso que ser surdo. Porém, ah, porém, ouvir certas atrocidades que cometem com a língua portuguesa faz mal para a audição. Não custa nada se esforçar um pouquinho, ler bons livros e não incorrer em alguns vícios de linguagem. Eu confesso que cometo alguns por causa do sotaque carioca, mas… Me esforço para falar menos errado possível. E dou uma dica, ler, sempre a leitura como praxe te ajuda e escrever e falar melhor. Pratique leitura!

Bom, o site Quadrinhos Ácidos fez uma “tirinha” que reúne os erros mais comuns cometidos de Norte a Sul do País. Confira!

Quadrinhos Ácidos

Quadrinhos Ácidos

,

Sem categoria

Vale a pena assistir Watchmen – O Filme

15 jan , 2014  

Vale a pena assistir Watchmen – O Filme

Watchmen – O Filme

Vale a pena assistir Watchmen – O Filme

Adaptações para o cinema de obras literárias nem sempre são bem vindas e quando se tenta transpor para as telonas uma obra criada originalmente para os quadrinhos então, como foi o caso de Watchmen – O Filme, nem se fala. Essas transposições, quase sempre, são alvo de críticas negativas, pois os fãs de HQs são os mais exigentes. Os filmes Mulher-Gato, Demolidor, Elektra e Justiceiro, são exemplos de que a tarefa não é das mais fáceis. Não é sempre que o diretor consegue um grande sucesso de público e crítica como Batman – O Cavaleiro das Trevas, Homem-Aranha ou X-Men. Agora, imagina tentar realizar um filme da melhor história em quadrinhos já criada, na opinião de milhões de fãs? Coube a Zack Snyder a difícil missão de converter em 2009 a obra clássica dos quadrinhos, Watchmen.

Na minha opinião, a versão cinematográfica de Watchmen é subestimada e é uma das adaptações mais bacanas que eu já assisti. Recomendo para quem gosta de um bom filme de ação, com lutas bem coreografadas, efeitos bem bacanas e uma trilha que não compromete o resultado final.

Vamos relembrar alguns dados de Watchmen – O Filme

Depois de muitas, muitas idas e vindas e algumas brigas judiciais, que duraram 20 anos,  Watchmen – O Filme chegou às telas de cinema em 2009, contrariando os do contra, que consideravam esse feito impossível. Coube a Snyder conduzir com maestria e manter as ideias originais da história escrita por Alan Moore, desenhada por Dave Gibbons e publicada pela primeira vez em 1986.  Snyder ainda teve de aparar algumas arestas necessárias para tornar a trama, no cinema, mais interessante. Tudo integrado a história original. A adaptação é fidelíssima a obra, mesmo com um final diferente, mas que não deve chatear os fãs mais puristas bem resolvidos, pois mantêm a integridade ideológica da graphic novel.

Watchmen – O FilmeEquipe reunida para foto de divulgação do filme 😉

Watchmen é um filme para os fãs da história, feita por um fã que conseguiu incutir nos atores, quase todos desconhecidos do circuitão hollywoodiano na época do lançamento, a importância da obra. Talvez o filme precise, para muitos, de uma análise amadurecida sobre a trama, assim como na história em quadrinhos. A iminência de uma guerra nuclear em larga escala entre os Estados Unidos e a União Soviética é o mote da história. Mas, torço eu que o filme em alguns anos, tenha o merecido respeito e ocupe o seu lugar de destaque no panteão das grandes obras cinematográficas adaptadas dos quadrinhos. Vale a pena assistir Watchmen – O Filme Vale a pena assistir Watchmen – O Filme

Vale a pena assistir Watchmen – O Filme Vale a pena assistir Watchmen – O Filme

, , , , , , , , , ,